Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Teste positivo para os pilotos Repsol Honda no Estoril

Teste positivo para os pilotos Repsol Honda no Estoril

A Repsol Honda voltou a rodar no Circuito do Estoril na segunda-feira para levar a cabo trabalho de desenvolvimento na RC212V naquele que foi o primeiro teste pós-corrida de 2011.

Casey Stoner, a recuperar de problemas físicos com que se debateu nas costas durante a corrida de domingo, testou o novo garfo frontal de 2011 da Öhlins com vários acertos hidráulicos, nova embraiagem e nova especificação de pneus da Bridgestone.

Andrea Dovizioso também testou nova embraiagem, que lhe reduziu alguns problemas de estabilidade, e também levou a cabo ensaio de pneus com a Bridgestone.

Após a grande vitória de domingo, Dani Pedrosa optou por completar apenas 17 voltas e reduzir o programa de teste devido à recente operação de que foi alvo e ao esforço das 28 voltas da corrida. Pedrosa completou poucas voltas com a embraiagem modificada..

Casey Stoner – 1m36,602s
“Não tivemos muito para testar, não há peças novas, testámos um sistema diferente na embraiagem que se revelou boa, mas não melhorou o que já temos. Testámos alguns pneus Bridgestone, com nova construção e compostos, que se revelaram uma clara melhoria, em especial do lado esquerdo. Correu tudo bem. Testámos o novo garfo de 2011 e tudo funcionou bem, a última vez que o testámos tivemos alguns problemas de vibrações, mas parece que temos isso resolvido agora. Isto é uma grande melhoria porque estes garfos funcionam melhor nos ressaltos e em travagem, pelo que espero que possamos continuar a usá-los no futuro. No início do dia as minhas costas estavam muito doridas e foi difícil rodar, mas depois melhorou um pouco com o desenrolar do dia, pelo que espero que continue assim.”

Andrea Dovizioso – 1m37,460s
“Hoje testámos nova embraiagem que nos deus sensações positivas e tivemos menos problemas. Também testámos duas afinações diferentes que me deram melhores sensações em travagem. De forma geral, rodei de forma mais confortável que na corrida. A Bridgestone também trouxe dois novos pneus traseiros, mas as sensações não foram muito boas porque tinha vibrações na frente. De todas as formas, foi um teste positivo e estou desejoso pelas próximas corridas.”

Dani Pedrosa – 1m37,679s
“O ombro está um pouco melhor que na noite passada graças a alguns relaxantes muscular que tomei, mas ainda tenho muitas dores. Fiz algumas voltas com a moto da corrida, mas vi logo que não seria capaz de completar todo o programa. Testei uma embraiagem modificada com o intuito de reduzir os ressaltos, o que temos na traseira quando largamos a embraiagem. Foi uma pena não ter podido tirar partido deste teste porque também queríamos testar o garfo de 2011 e o amortecedor traseiro para termos mais tracção, mas não o consegui fazer. Agora, o plano antes de Le Mans é descansar o máximo possível durante três ou quatro dias e tentar recuperar. Depois tenho ver qual é a melhor técnica para relaxar os músculos porque seria bom chegar a Le Mans em boa forma e não tão tenso.”

Tags:
MotoGP, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, Casey Stoner, Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›