Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi e Hayden de olhos em passo em frente em Le Mans

Rossi e Hayden de olhos em passo em frente em Le Mans

A dupla da Ducati Team está confiante nos progressos feitos com a Desmosedici GP11 após o teste de Portugal e está apostada em utilizar os avanços conseguidos durante este fim-de-semana no Monster Energy Grand Prix de France.

Este domingo a Ducati Team vai atavar o Monster Energy Grand Prix de France, quarta jornada da época no circuito de Le Mans. É muitas vezes descrito como um circuito ‘stop and go’ porque não flui de curva para curva. Quase todas as curvas são antecedidas de rectas – umas longas, outras curtas – criando situações onde os pilotos travão forte e depois aceleram rapidamente.

Historicamente tem sido um traçado exigente para a Ducati, que só por duas vezes chegou ao pódio, com Loris Capirossi em 2006 e Casey Stoner em 2007, isto enquanto Nicky Hayden tem como melhor marca aos comandos da máquina italiana o quarto lugar do ano passado.

Valentino Rossi venceu por três vezes na pista (2002, 2005 e 2008), somando ainda quatro pódios. Resultados todos conseguidos no MotoGP, já que o GP de França foi disputado em Le Castellet quando o italiano rodava nas 125cc e 250cc.

Valentino Rossi:

“Le Mans é uma pista história e gosto sempre de ir a locais como este, com rica tradição nos desportos motorizados, mesmo sendo um traçado ‘stop-and-go’. A atmosfera é muito boa, com as bancadas cheias de fãs no sábado e domingo. A pista não é particularmente técnica, mas quando se mantém um bom ritmo é traiçoeira: há muitos pontos onde travamos muito forte para as curvas, pelo que é importante ter forte aceleração à saída. Vamos ver o quão bem nos conseguimos dar com estas características. Vimos de um teste que confirmou que começámos a caminhar na direcção certa e, apesar de ainda estarmos na primeira fase, esperamos encontrar boa afinação para Le Mans para conseguirmos ser mais rápidos na qualificação. Estamos todos a trabalhar arduamente e estamos a fazer progressos, mas ainda temos de continuar a melhorar.”

Nicky Hayden:

“Tradicionalmente Le Mans não tem sido uma boa pista para mim. Nunca tive um pódio ou primeiro linha lá, mas fui quarto no ano passado, o meu melhor resultado de sempre. Não há muito a fazer em relação a isto, mas vamos tentar aproveitar as informações recolhidas no teste do Estoril e ver se lhes conseguimos dar bom uso em França. O tempo em Le Mans também pode ser complicado, especialmente nesta altura do ano, mas as corridas são assim. Penso que neste momento o ponto forte da nossa moto é a estabilidade em travagem e estou desejoso para o comprovar; Le Mans tem muitas zonas de travagem forte. Tradicionalmente a aderência não é muito boa, algo em que provavelmente teremos de trabalhar. Vamos ver o que acontece.”

Vittoriano Guareschi, Team Manager:
“No papel, Le Mans não é uma das pistas mais favoráveis para nós, mas conseguimos algumas boas corridas lá com o Loris e o Casey e som o Nicky, que no ano passado esteve forte e terminou perto do pódio. Ele e o Valentino ficaram contentes com o trabalho efectuado durante o teste do Estoril, após a corrida, e agora a equipa vai tentar fazer tudo para adaptar a GP11 a um circuito muito diferente do português. Uma vez mais, esperamos ter sol durante o fim-de-semana porque o tempo de pista em condições ‘normais’ é muito importante para nós por causa do trabalho que estamos a fazer.”

Tags:
MotoGP, 2011, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE, Nicky Hayden, Valentino Rossi, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›