Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bradl reclama quarta pole consecutiva

Bradl reclama quarta pole consecutiva

O líder do Campeonato Stefan Bradl (Viessmann Kiefer Racing) assinou a pole para o Monster Energy Grand Prix de France deste domingo. Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2) e Yuki Takahashi (Gresini Racing) juntam-se ao germânico na primeira linha da grelha de Moto2.

O tempo da pole do alemão foi de 1m38,357s, 0,045s mais rápido que Lüthi. Bradl partiu da pole nas três provas já disputadas este ano e bateu o recorde de qualificação de Le Mans, assinado por Kenny Noyes em 2010 por nove décimos, estando agora apostado na terceira vitória da temporada.

 

A chuva prevista para a tarde de hoje acabou por não marcar presença, com a qualificação a ser disputada em condições de piso seco e com sol, isto enquanto Lüthi igualou a sua melhor qualificação de Moto2 com o segundo posto. O suíço, tal como o rival germânico, partiu sempre da primeira linha da grelha este ano, mas continua ainda em busca da primeira pole. A fechar os três primeiros está Takahashi, que levou a Moriwaki a rodar a 0,183s da melhor marca.

 

Aleix Espargaró (Pons HP 40), cuja melhor qualificação da temporada foi o oitavo posto em Espanha, vai liderar a segunda linha da grelha. O espanhol ainda esteve entre os três primeiros, mas viu-se batido pelo nipónico no último minuto da sessão. Scott Redding (Marc VDS Racing) levou a Suter ao quinto posto e vai tentar somar o maior número de pontos possível neste domingo depois de ter ficado a zeros nas três jornadas já disputadas. Já Marc Márquez (Team CatalunyaCaixa Repsol) partirá para o seu 50º GP da sexta posição.

 

Simone Corsi (Ioda Racing Project), terceiro no Campeonato após ter terminado todas as corridas já realizadas entre os seis primeiros, larga para o GP deste domingo do sétimo lugar, uma posição à frente do compatriota Andrea Iannone (Speed Master), que soma mais nove pontos que o piloto da FTR.

 

Julián Simón (Mapfre Aspar), que ainda não venceu uma corrida este ano, ocupa o nono posto da grelha, enquanto Dominique Aegerter (Technomag-CIP) fecha a lista dos dez primeiros.

 

Bradley Smith (Tech 3) viu-se obrigado a terminar a qualificação mais cedo em consequência do acidente de Axel Pons (Pons HP 40). O espanhol ficou com o 14º posto após ter sido ajudado pelos comissários a deixar o local do incidente. O britânico teve de assistir aos últimos minutos da qualificação da box, mas teve a sorte de sair ileso da queda e parte para a corrida de amanhã de 17º.

 

Anthony West (MZ Racing) e Kenny Noyes (Avintia-STX) largam de 33º e 34º, respectivamente, uma posição à frente de Kev Coghlan (Team Aeroport de Castelló), este último ainda a recuperar de lesão na mão.

 

Mattia Pasini (Ioda Racing Project) sofreu mais uma queda, mas conseguiu regressar ileso às boxes para terminar com a 15ª marca da qualificação.

Tags:
Moto2, 2011, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE, QP

Outras actualizações que o podem interessar ›