Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Opinião do paddock sobre o incidente Simoncelli/Pedrosa

Opinião do paddock sobre o incidente Simoncelli/Pedrosa

O incidente entre Dani Pedrosa (Repsol Honda) e Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini Team), que teve lugar durante o Monster Energy Grand Prix de France, deu muito que falar no paddock no que toca a quem é o culpado do incidente e sobre se a penalização de passagem pela via de boxes foi a decisão correcta.

O toque entre os dois pilotos Honda colocou Pedrosa fora da corrida e custou-lhe a possível subida à liderança do Campeonato do Mundo de MotoGP. O espanhol fracturou a clavícula no acidente. A manobra de Simoncelli foi declarada ilegal pela Direcção e Corrida e foi penalizado com uma passagem pela via de boxes, o que levou o italiano a cair para quinto e o impediu de terminar no pódio. Após os recentes debates no paddock de MotoGP sobre questões de segurança e contacto entre pilotos pode agora ler as ideias dos envolvidos, bem como de outros pilotos e pessoal.

 

Dani Pedrosa, Repsol Honda

“O Simoncelli passou-me, eu passei-o depois e tinha uma linha melhor. Ele veio para cima de mim, largando o travão e não pude fazer nada. Saio daqui com a clavícula partida e ele com uma penalização de passagem pela linha de boxes, bom para ele! Mais uma vez, eu fiquei pior. Tinha acabado de recuperar do pesadelo da última operação e agora estou lesionado outra vez. É muito injusto, não o mereço.”

 

Marco Simoncelli

“Acho que não fiz nada de errado, para mim é uma ‘acção’ (incidente) de corrida. Vi no vídeo que a moto dele não estava muito estável e que perdeu a trajectória, ele tocou-me, quando vi que ele não conseguia fazer a curva levantei a moto, mas já era muito tarde. Ele tocou-me na traseira e caiu. Para mim, a penalização da Direcção de Corrida deveu-se a toda a controvérsia dos últimos dias e do Estoril. Creio que se o que se passou tivesse sido com outro piloto que não eu não teriam punido ninguém. É o meu ponto de vista.”

 

Valentino Rossi, Ducati Team

“Na minha opinião, desta vez creio que o Simoncelli foi muito duro, talvez um pouco agressivo demais porque o Dani não tinha espaço para fazer nada. Julgo que também foi um erro porque nessa parte da corrida o Simoncelli estava forte, pelo que se calhar, em vez de ultrapassar o Dani em travagem talvez o pudesse ter feito na volta seguinte.”

 

Alberto Puig, Manager de Pedrosa

“Há muito tempo que se comenta o facto do Simoncelli perigoso e acredito que ele é mesmo ignorante, que não compreende nada sobre o que está a acontecer. Este tipo tem de ser castigado, espero que a Comissão de Segurança faça algo porque esta não foi a primeira vez. Ele já foi avisado no Estoril, o Lorenzo falou com ele, e parece que não liga nenhuma a ninguém. Para começar, a manobra está errada porque o Dani tinha a posição, mas ele (Simoncelli) tentou forçar. Em segundo lugar, ele fez uma pessoa cair a partir um osso. Isto é algo de sério.”

 

Nicky Hayden, Ducati Team

“Vi o acidente uma vez, não abrandei a velocidade para olhar para ele umas quantas vezes, por isso não tenho bem a certeza. É entre eles, não precisam de mim para comentar o assunto porque estou certo que todos têm uma opinião sobre o que aconteceu. Dois tipos a rodarem forte, podem acontecer azares, houve muito drama este fim-de-semana, muitos abanares de braços e coisas do género.”

 

Livio Suppo, Director de Comunicação e Marketing da HRC

“Honestamente creio que ele cometeu um erro, o que pode acontecer. Infelizmente é um erro com consequências más porque o Pedrosa já estava na frente dele e ele (Simoncelli) fechou a porta e era impossível o Dani fazer qualquer coisa.”

 

Casey Stoner, Repsol Honda

“Ainda não tive a oportunidade de ver o incidente, pelo que não posso fazer qualquer julgamento neste momento.”

 

Andrea Dovizioso, Repsol Honda

“Não vi na televisão, pelo que não posso dizer nada sobre isso.” Referindo-se a um incidente similar que aconteceu durante a sua corrida com Lorenzo, o italiano comentou: “O importante é compreender se o piloto o quer fazer assim, ou se travou demasiado tarde. Isto é perigoso; quando um piloto chega muito tarde não o vemos e isto não é agradável quando estamos a correr.”

Tags:
MotoGP, 2011, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE

Outras actualizações que o podem interessar ›