Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Terol vence na secretaria

Terol vence na secretaria

Johann Zarco (Ajo Motorsport) lutou com bravura com Nicolas Terol (Baknia Aspar) pela vitória na emocionante corrida de 125cc do Gran Premio Aperol de Catalunya, mas a vitória foi-lhe retirada ao ser penalizado por ultrapassagem ilegal na última curva. Terol somou, assim, a quarta vitória com Maverick Viñales (Blusen by Paris Hilton Racing Team) em segundo e Jonas Folger (Red Bull Ajjo Motorsport) em terceiro. Miguel Oliveira (Andalucía Banca Cívica) sofreu queda e desistiu logo nos momentos iniciais da corrida.

A corrida começou desde logo com uma luta táctica entre Nicolas Terol (Bankia Aspar), Johann Zarco (Avant-AirAsia-Ajo) e Maverick Viñales (Blusens by Paris Hilton Racing Team). O muito experiente Terol conseguiu uma margem de seis segundos com Zarco na cola e lutando com ele pela vitória, chegando mesmo a ser passado pelo gaulês nas últimas voltas.

Terol, que na corrida de Le Mans atingiu os 100 GPs, revelou-se um rival duro e recuperou a liderança na última volta. Mas Zarco estava determinado a vencer e na última curva voltou a passar para a frente, mas depois de empurrar Terol para fora da pista e para a relva. Zarco foi depois penalizado em 20 segundos, o que deu o triunfo consecutivo a Terol e fez com que se visse despromovido para sexto. Viñales reclamou o segundo pódio da época com o segundo lugar, à frente de Jonas Folger.

Héctor Faubel (Bankia Aspar) alargou a trajectória a sete voltas do final, altura em que quase tocou em Jonas Folger (Red Bull Ajo Motorsport). Um contratempo que atirou Faubel para fora dos cinco primeiros.

Após um warm up molhado, a corrida de 125cc começou com a pista a secar, fazendo com que a maior parte do pelotão tenha optado por pneus slicks, isto apesar de alguns terem escolhido borrachas de chuva, incluindo Taylor Mackenzie (Phonica Racing) que não tinha nada a perder depois de ter falhado FP3 e maior parte da qualificação. Contudo, com o desenrolar da corrida o sol apresentou-se em pista e começou progressivamente a secar o piso, obrigando todos os que estavam com pneus de chuva a irem às boxes para procederem à troca para slicks.

O quarto lugar ficou a cargo de Sandro Cortese (Intact-Racing Team Germany), seguido de Efrén Vázquez (Avant-AirAsia-Ajo) e do penalizado Zarco, com Hector Faubel em sétimo. A oitava posição foi de Sergio Gadea (Blusens by Paris Hilton Racing Team), com Adrián Martín (Bankia Aspar) e Jakub Kornfeil (Ongetta-Centro Seta) a fecharem a lista dos dez primeiros.

As condições traiçoeiras no início da corrida fizeram várias vítimas: Danny Webb (Mahindra Racing) e Harry Stafford (Ongetta-Centro Seta) na Curva 1, ainda na primeira volta, e Miguel Oliveira (Team Andalucía Banca Cívica), que foi ao chão após partida canhão e acabou por fracturar o pulso.

Zulfahmi Khairuddin (AirAsia-SIC-Ajo) caiu na Curva 6 depois de incrível partida que o fez rodar em quinto no início na corrida.

Tags:
125cc, 2011, GRAN PREMI APEROL DE CATALUNYA, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›