Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bridgestone analisa prestações dos pneus em Silverstone

Bridgestone analisa prestações dos pneus em Silverstone

Hirohide Hamashima, do departamento de desenvolvimento da Bridgestone, analisou o composto usado durante o difícil fim-de-semana de Silverstone.

O AirAsia British Grand Prix foi muito exigente com os compostos fornecidos pela Bridgestone. As condições climatéricas que se fizeram sentir foram das mais diversificadas ao longo de todo o fim-de-semana – sexta-feira de manhã estava seco, de tarde molhado mas a secar, no sábado esteve quente e seco, mas no domingo esteve totalmente molhado devido à chuva que caiu durante todo o dia.

   

Hirohide Hamashima, da Bridgestone, discute a forma como se portaram os compostos durante o Grande Prémio de Silverstone.

  

“Estou contente com a prestação do nosso pneu frontal este ano. Vimos que na sexta-feira de manhã e sábado muitos pilotos optaram pelo composto macio, que tínhamos em Silverstone no ano passado. A resposta de ambos as opções foi boa, assim como os tempos por volta que foram rápidos,” analisou o técnico nipónico. “No ano passado Silverstone era um circuito novo para todos, pelo que a escolha de pneus foi difícil e teórica. Esta época, fazendo uso dos dados da corrida do ano passado, conseguimos fazer uma selecção muito mais exacta e correcta. Faz parte de um processo contínuo de aprendizagem, análise e utilização dos dados para o desenvolvimento na direcção certa.”

 

Analisando a prestação de domingo em condições frias e de chuva, Hamashima explicou:

“O maior desafio para a corrida molhada de domingo era a quantidade de água que estava na pista. A durabilidade e consistência (dos pneus) eram razoáveis, mas alguns pilotos foram apanhados pelo aquaplaning, o que acontece quando há lençóis de água demasiado profundos para os pneus dispersarem, o que deixa uma camada de água entre o pneu e o asfalto. Mas de forma geral o Casey (Stoner), em particular, conseguiu demonstrar grande prestação no que eram condições muito escorregadias e difíceis, pelo que estou contente com a forma como os pneus se portaram nas condições com que nos deparámos.”

Tags:
MotoGP, 2011, AIRASIA BRITISH GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›