Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi fala da GP11.1

Rossi fala da GP11.1

Valentino Rossi respondeu a questões sobre detalhes da GP11.1 que usou durante o fim-de-semana do Iveco TT Assen – e sobre o embate entre Simoncelli e Lorenzo.

O que achaste da GP11.1? Ainda precisa de muito trabalho?

 "Ainda há muito a fazer com a moto, muito aspectos a tratar e não podemos esperar resultados do dia para a noite. Infelizmente, nem a minha equipa nem eu temos muita experiência com esta moto, pelo que precisamos sempre de mais tempo que o que está disponível. Há sempre problemas em ir para a pista com uma afinação que não se conhece. Esta manhã podíamos ter usado um pouco mais de tempo para resolver as coisas, mas depois começou a chover e o warm up ficou por aí. Temos de tentar ser mais rápidos a preparar a moto para a corrida."





O que queres dizer exactamente quando falas de problemas com a moto?

“Nesta moto quando se troca uma coisa, têm de se trocar três. Obriga a uma abordagem diferente. Estes problemas raramente acontecem nas motos nipónicas porque têm mais experiência nesta matéria, mas isto não é dizer que não há pessoas que possam tratar da Ducati, na verdade há muitos que trabalham comigo. É importante estar bem na qualificação, se estivesse na segunda linha com a partida que fiz hoje teria passado directamente para a frente.”





Estes problemas podem dever-se ao facto de não teres uma equipa totalmente da Ducati?
"A escolha de ter a minha equipa tem prós e contras. Trabalhei com eles durante muitos anos e têm muita experiência comigo, são pessoas com muito conhecimento da Ducati.”





No que toca ao incidente entre Simoncelli e Lorenzo – o que pensas?

“Tenho muita pena do Simoncelli, ele continua a estar forte e a conseguir a pole, mas depois acaba sempre tudo de forma terrível. Desta vez ele não fez nada de especial, mas a borracha estava um pouco fria e escorregadia. Ouvi dizer que o Lorenzo fez uma comentário tipo ‘estas coisas acontecem’...”





Quando os jornalistas mencionaram que Lorenzo se tinha queixado da manobra, o italiano acrescentou: “Não estamos a falar de uma manobra ‘suja’, ou de algo fora dos limites, se bem que todos vimos o resultado final,” disse o piloto da Ducati. “Na verdade, pensei que o piloto que tinha caído com o Marco era o Spies, só na última volta é que vi que estava errado."

Tags:
MotoGP, 2011, IVECO TT ASSEN, Valentino Rossi, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›