Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bradl continua na frente na chegada da Moto2 a Itália

Bradl continua na frente na chegada da Moto2 a Itália

O germânico continua a manter saudável vantagem no topo do Campeonato do Mundo de Moto2 antes da chegada a Mugello, isto apesar de ter assinado a primeira desistência da época em Assen.

Stefan Bradl continua a ser o homem a bater na Moto2 numa altura em que a categoria intermédia se prepara para o Gran Premio d’Italia TIM deste fim-de-semana, isto apesar de ter assinado a primeira desistência da época em Assen, na última ronda.

Uma queda a quatro voltas do final na Catedral foi a primeira vez que o piloto ficou a zeros em 2011, mesmo assim o homem da Viessmann Kiefer Racing soma 57 pontos de margem sobre os demais. O seu mais próximo rival é Marc Márquez (Team CatalunyaCaixa Repsol), vencedor em Assen e líder do muito disputado grupo de perseguidores.

Um dos vários italianos da classe à espera de forte resultado perante o seu público (e ainda em busca da primeira vitória de Moto2) é Simone Corsi. O homem da Ioda Racing está a três pontos de Márquez e venceu a corrida de 125cc de Mugello em 2008, enquanto Bradley Smith (Tech 3) é outro nome em boa forma. Com o terceiro lugar em Assen – segundo pódio consecutivo – Smith tornou-se no primeiro britânico a somar pódios consecutivos na categoria intermédia desde Tom Herron, em 1978.

Em igualdade pontual em quinto e sexto, respectivamente, estão Yuki Takahashi (Gresini Racing) e Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2), com os italianos Andrea Iannone (Speed Master) e Michele Pirro (Gresini Racing) e o jovem de São Marino Alex de Angelis (JiR Moto2) todos dentro dos dez primeiros e esperançados em tirar partido do grande apoio da casa neste fim-de-semana. Kenan Sofuoglu (Technomag-CIP) tornou-se no primeiro turco a subir ao pódio de um Grande Prémio em Assen e vai tentar repetir o mesmo nível de prestação.

Julián Simón (Mapfre Aspar) continua a não marcar presença enquanto recupera de fractura na perna e será substituído por Jordi Torres, tal como aconteceu em Silverstone. Enquanto isso, do outro lado da box, David Salom apresenta-se como substituto permanente de Javier Forés. O pelotão contará ainda com um wild card: Mattia Tarozzi (Faenza Racing), aos comandos de uma Suter.

Tags:
Moto2, 2011, GRAN PREMIO D'ITALIA TIM

Outras actualizações que o podem interessar ›