Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo triunfa em Mugello

Lorenzo triunfa em Mugello

O Campeão do Mundo Jorge Lorenzo levou a cabo incrível prestação esta tarde para garantir dura vitória em Mugello, no Gran Premio d’Italia TIM, o segundo triunfo consecutivo da Yamaha esta época.

O piloto da Yamaha Factory Racing fez boa partida com a YZR-M1 para saltar de nono da grelha para a segunda posição atrás de Casey Stoner, na primeira curva. Stoner construiu vantagem inicial enquanto Lorenzo se envolvia em batalha com Andrea Dovizioso pelo segundo posto. Depois de se ter desenvencilhado do italiano ao cabo de quatro voltas o maiorquino iniciou a perseguição a Stoner. Lorenzo efectuou uma série de voltas perfeitas para apanhar e depois ultrapassar o líder e isolar-se na frente para terminar com quase um segundo de margem.

Ben Spies passou a corrida de Mugello em luta directa com Marco Simoncelli pelo quarto posto. O americano optou por uma afinação ligeiramente diferente para a corrida. Depois de trocar de posições várias vezes com Simoncelli, Spies esperou para efectuar a manobra, passando o italiano na última volta para garantir a quarta posição.

Jorge Lorenzo:
“Foi umas vitórias mais saborosas em muito tempo. O triunfo em Jerez não foi ‘real’ porque estava a chover. Foi uma corrida dura por causa das condições quentes, sem água no ‘camel back’. Puxei forte e dei tudo do fundo do coração! Tentei ultrapassar o Andrea na descida, na chicane, e depois fiz o mesmo com o Casey porque pensei que seria a curva perfeita para o fazer. Agora tenho uma moto competitiva e espero continuar assim. Estou mais motivado e confiante com o futuro depois deste grande resultado. Creio que foi umas das corridas mais exigentes da minha carreira. Fez-me lembrar um pouco os tempos das 125cc, com muitas ultrapassagens. Fiz uma vez mais uma boa partida e agora quero voltar a ver a corrida na TV. Parabéns a toda a equipa, nunca desistiram. Sabia que hoje seria difícil, mas o ‘martillo’ está de volta!”

Ben Spies:
“Foi uma boa corrida, lutei muito com o Simoncelli. Cometi alguns erros no início, o que me aborreceu um pouco. Olhando para os tempos por volta é claro que não fomos os mais fortes, mas penso que estivemos muito perto de poder lutar pelo pódio. Fiz alguns erros cruciais na terceira e sexta voltas e depois os tipos da frente fugiram. Fizemos bom trabalho para apanhar o Simoncelli. Assim que vi que não dava para apanhar os outros deixei o Marco voltar a passar, queria que ele fizesse de lebre para ver onde estava mais forte que ele. Deixei até à última volta, à última curva e vi que deixou a porta toda aberta, foi o que me permitiu passar e garantir o quarto lugar. É muito bom para a Yamaha vencer e ter-me a mim em quarto; gostava de também ter terminado no pódio, mas não posso fazer em todas as corridas. Diverti-me com o marco, fizemos algumas boas ultrapassagens e foi tudo muito limpo, pelo que gostei!”

Comunicado de imprensa Yamaha Factory Racing Team.

Tags:
MotoGP, 2011, GRAN PREMIO D'ITALIA TIM, Ben Spies, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›