Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Moto2 quer reinar em casa de Bradl

Moto2 quer reinar em casa de Bradl

O piloto da Viessmann Kiefer Racing ruma a corrida caseira com 52 pontos de margem na frente do Campeonato.

O eni Motorrad Grand Prix Deutschland representa importante oportunidade para a classe de Moto2 antes da mais dilatada paragem de Verão da categoria, não fosse a prova de Sachsenring a nona de um total de 17 na campanha de 2011.

A liderar o caminho com alguma distância e a chegar a casa com um olho no quase um mês de descanso depois do fim-de-semana está Stefan Bradl; o germânico da Viessmann Kiefer Racing conta neste momento com impressionante margem de 52 pontos na frente do Campeonato. Bradl reforçou as suas credenciais com sólido segundo posto em Mugello, recuperando da desistência de Assen com Marc Márquez, em crescendo de força, a assinar a terceira vitória do ano em Itália.

Desde o regresso dos Grandes Prémios a Sacsenring em 1998 houve quatro situações em que o pódio contou com a presença de pilotos da casa (uma nas 250cc e três nas 125cc). Bradl foi um desses, ao ser segundo nas 125cc em 2008 e o piloto de 21 anos está agora apostado em dar continuidade à impressionante forma de 2011 e, pelo menos, repetir esse resultado.

Contudo, Márquez é um homem com uma missão e o piloto do Team CatalunyaCaixa Repsol tornou-se no mais jovem de sempre a vencer corridas consecutivas na categoria intermédia com o resultado de Mugello. Em Sachsenring deverá voltar a desafiar Bradl na luta pelo triunfo.

Outro estreante de Moto2 em destaque é o britânico Bradley Smith; o piloto da Tech 3 assinou um terceiro pódio consecutivo em Mugello. Ao fazê-lo Simth passou para terceiro da geral de Moto2, à frente de Simone Corsi (Ioda Racing), com mais três pontos que o italiano.

Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2) e Alex de Angelis (JiR Moto2) terminaram ambos dentro dos seis primeiros em Mugello e estão actualmente empatados na tabela de classificação, com Andrea Iannone (Speed Master) muito perto. O italiano, que testou a máquina da Pramac Racing Ducati após Mugello – onde terminou a corrida de Moto2 em quinto – estará desesperado por voltar ao pódio e reduzir a margem para os líderes do Campeonato.

Julián Simón (Mapfre Aspar) completou breve teste em Albacete no domingo, o seu primeiro contacto com uma moto desde que fracturou a perna na Catalunha, a 5 de Junho, mas ainda não indicações quanto à sua participação em Sachsenring. Enquanto isso, a ronda germânica é a prova caseira para a MZ Racing, com Max Neukirchner e Anthony West a contarem com a companhia do alemão Arne Tode como wild card na formação. O sul-africano Steven Odendaal (MS Racing) também vai rodar como wild card na Moto2.

Tags:
Moto2, 2011, eni MOTORRAD GRAND PRIX DEUTSCHLAND

Outras actualizações que o podem interessar ›