Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Simoncelli lidera primeira sessão caótica

Simoncelli lidera primeira sessão caótica

Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini Team) liderou a atribulada primeira sessão de livres marcada pelo vento e temperaturas frias esta manhã em Sachsenring, com Casey Stoner (Repsol Honda), Jorge Lorenzo (Yamaha Factory Racing) e Nicky Hayden (Ducati Team) logo atrás.

Os pilotos de MotoGP foram para a pista para a primeira sessão de livres do fim-de-semana com condições frescas (pista a 16ºC) e vento que parece ter sido o causador de cinco quedas, quatro delas na Curva 11 no topo da subida, situações que marcaram FP1.

Simoncelli dominou boa parte da sessão apesar das condições difíceis, assinado a melhor volta em 1m22,823s, um segundo mais lento que o recorda da pista de Dani Pedrosa (Repsol Honda). A 0,181s do italiano ficou Stoner, que foi o primeiro a ir ao chão, mas voltou ao trabalho para garantir um registo de 1m23,004s.

Lorenzo, que completou 24 voltas, o maior número de todo o pelotão, foi terceiro a 0,042s do australiano e à frente da Ducati de Hayden, a 0,159s. Andrea Dovizioso, da Repsol Honda, seguiu-se em quinto, com Karel Abraham (Cardion AB Motoracing) a garantir forte sexto posto com 1m23,416s.

Héctor Barberá (Mapfre Aspar) deu continuidade à boa forma apresentada em Mugello ao garantir a sétima marca com 1m23,433s e batendo Randy De Puniet (Pramac Racing), Ben Spies (Yamaha Factory Racing) e Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3).





Dani Pedrosa (Repsol Honda), que começou a sessão com bom ritmo antes de cair na Curva 11, conseguiu terminar a sessão em 11, à frente de Álvaro Bautista (Rizla Suzuki), 12º com 1m23,989s. Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3) teve uma saída de pista no início do treino na Curva 8, terminando em 13º com 1m23,162s.

Valentino Rossi também foi vítima da Curva 11, caindo na gravilha, mas saindo ileso do contratempo. O italiano foi levado ao Cetro Médico para avaliar o seu estado e não lhe foram diagnosticadas lesões graves, mas a perda de tempo de pista deixou-o em 14º, enquanto Toni Elías (LCR Honda) apenas completou sete voltas depois de duas quedas, a primeira na Curva 11 e depois na 1, terminando em 16º.

Tags:
MotoGP, 2011, eni MOTORRAD GRAND PRIX DEUTSCHLAND, FP1

Outras actualizações que o podem interessar ›