Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Trio da Repsol Honda nos cinco primeiros

Trio da Repsol Honda nos cinco primeiros

Os três pilotos da Repsol Honda terminaram todos no Top 5 no solarengo, mas ventoso, primeiro dia do eni Motorrad Grande Prémio da Alemanha.

Dani Pedrosa, vencedor do Grande Prémio da Alemanha do ano passado, foi terceiro nas tabelas de tempos, a apenas dois décimos de segundo da pole provisória. Casey Stoner terminou em quarto e Andrea Dovizioso em quinto num dos mais curtos, mas também mais técnicos circuitos do calendário do MotoGP.

Durante a tarde as condições da pista melhoraram um pouco em comparação com os livres da manhã, altura em que Casey Stoner e Dani Pedrosa (em conjunto com Valentino Rossi e Toni Elías) sofreram quedas devido à baixa temperatura da pista num traçado onde é particularmente difícil aquecer os pneus do lado direito. Os quatro pilotos caíram na Curva 11, a longa direita depois de sete esquerdas consecutivas.

Felizmente, Pedrosa e Stoner evitar lesões e ambos regressaram à pista ainda em FP1. Após a primeira sessão o australiano foi submetido a um raio-x ao braço direito, por precaução, e que confirmou a não existência de fractura, apenas pequena contusão do osso.

Na sessão da tarde os três pilotos da Repsol Honda melhoraram de forma consistente os seus tempos em relação a FP1. Pedrosa registou a sua volta rápida no último minuto, melhorando em 1,2s, Stoner em 0,5s e Dovizioso em 0,7s.

O italiano esteve sempre em boa forma após o recente pódio na Itália e sentiu-se confortável com o início em Sachsenring, onde decidiu usar o novo braço oscilante testado após a corrida de Mugello, tal como o companheiro de equipa Casey Stoner. Pedrosa não usou o braço oscilantes hoje, mas pode vir a fazê-lo amanhã.

Dani Pedrosa:
"Tivemos um início bem positivo, apesar da queda na sessão da manhã. Caí na direita rápida a descer, como todos os outros porque os pneus estavam muito frios e não tive qualquer aviso. Felizmente não me magoei, o que é bom, e durante a tarde consegui melhorar os meus tempos porque de manhã, depois da queda, não tive muito tempo de pista. Na segunda sessão, com o sol e um pouco mais de temperatura na pista, tínhamos melhor aderência, especialmente nestas curvas críticas para a direita, apesar das condições da pista ainda não estarem muito boas. De todas as formas, os tempos são muito bons comparados com o ano passado, mesmo com as condições da pista a estarem piores. Vamos continuar a trabalhar na moto amanhã e talvez use o novo braço oscilante que testei em Mugello, na segunda-feira."

Casey Stoner:
"Não estou muito contente com a forma como correu o dia hoje, sofremos queda na segunda volta de FP1, o que nos afectou muito; perdemos muito tempo a ir e vir para trocar de fato e depois tive de rodar com uma moto com a qual não estava tão confortável. Tirando as últimas voltas, a sessão da manhã foi um pequeno desastre para nós. Depois, de tarde, testámos a moto da queda desta manhã, mas havia algo que não estava muito certo com ela, pelo que tivemos de trocar de moto. Fizemos claros progressos, mas ainda temos de dar um grande passo em frente amanhã. A nossa confiança foi um pouco afectada hoje e sinto-me um pouco dorido, mas continuamos optimistas para amanhã e espero reduzir um pouco mais a diferença.”

Andrea Dovizioso:
“Estou contente com a forma como trabalhámos nas duas sessões hoje. Esta pista é complicada porque só há três curvas para a direita e torna-se difícil aquecer o lado direito do pneu, além de que não há muita aderência. Esta manhã estava mais frio que o esperado e vimos muitas quedas. Concentrei-me em rodar de forma constante e a bom ritmo sem estar muito no limite. Neste circuito passamos a maior parte do tempo na lateral do pneu, pelo que tentámos manter bom ritmo para evitar o desgaste do pneu. Começámos bem esta manhã e melhorámos de tarde. Tentámos rodar de forma consistente com os pneus de corrida, já que é difícil manter bom ritmo durante as 30 voltas do GP no domingo.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda

Tags:
MotoGP, 2011, eni MOTORRAD GRAND PRIX DEUTSCHLAND, Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Casey Stoner, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›