Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Takahashi sobe ao topo de Moto2

Yuki Takahashi subiu ao topo da tabela de tempos na última sessão de livres antes da qualificação do eni Motorrad Grande Prémio da Alemanha, batendo a melhor volta assinada por Stefan Bradl, que dominou grande parte do treino. Julián Simón, da Mapfre Aspar, assinou a terceira marca.

Yuki Takahashi, da Gresini RAcing, rodou em 1m25,142s, o melhor tempo do fim-de-semana até ao momento entre a Moto2 e que deixou o nipónico no topo da FP3. O jovem de 27 anos foi 0,107s mais rápido que Bradl (Viessmann Kiefer Racing), que caiu e perdeu a liderança do treino nos últimos 21 minutos, mas logrou regressar ao topo até ser batido pela última volta de Takahashi.

Simón assinou notável terceiro tempo naquela que é a jornada de regresso à acção do espanhol depois de recuperar de fractura na perna no início do Junho. Simón rodou em 1m25,408s e terminou à frente de Bradley Smith (Tech 3 Racing), que rodou em 1m25,479s, e de Aleix Espargaró (Pons HP 40), que liderou o pelotão a meio da sessão e terminou com 1m25,540s.

O mais rápido de sexta-feira, Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2), foi sexto com 1m25,589s, com Marc Márquez (Team CatalunyaCaixa Repsol) em sétimo, Alex de Angelis (JiR Moto2) em oitavo e Randy Krummenacher (GP Team Switzerland Kiefer Racing) em nono. Pol Espargaró (HP Tuenti Speed Up), que chegou a rodar em sessão, fechou a lista dos dez primeiros.

A competição foi renhida com os 37 pilotos a darem o máximo sob condições climatéricas ideais. Alguns foram mesmo além dos limites na Curva 1 e Ratthapark Wilairot (Thai Honda Singha-SAG) caiu na Curva 7.

Tags:
Moto2, 2011, FP3

Outras actualizações que o podem interessar ›