Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP chega aos EUA para espectáculo de Laguna Seca

MotoGP chega aos EUA para espectáculo de Laguna Seca

Laguna Seca recebe o Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos neste fim-de-semana, 10ª Ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011.

A época de 2011 de MotoGP inicia a segunda metade neste fim-de-semana na Mazda Raceway Laguna Seca, palco do Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos, prova que se segue à de Sachsenring onde a diferença no topo da classificação foi reduzida.

A 10ª jornada promete ser tão animada como a alemã, onde Dani Pedrosa venceu naquela que foi a sua segunda corrida após o regresso de lesão e Jorge Lorenzo voltou a reduzir a margem para Casey Stoner para 15 pontos ao bater o australiano com o segundo posto do pódio.

Laguna Seca oferece mais um fantástico cenário para outro fim-de-semana de emoções da categoria rainha antes das três semanas de paragem de Verão que antecedem a viagem a Brno. A prova será a corrida caseira para quatro pilotos do MotoGP e, como é já tradicional, a única ronda onde as classes de Moto2 e 125cc não fazem parte do programa.

Stoner continua a ser o homem a bater e com o terceiro posto conquistado na Alemanha assinou o sétimo pódios consecutivo, a sua maior sequência de resultados nos três primeiros em GPs. O piloto da Repsol Honda está a ser fortemente perseguido pelo Campeão do Mundo Lorenzo e foram precisamente eles os que cruzam a linha de meta à frente do pelotão no ano passado em Laguna Seca, com o espanhol a somar então a sexta vitória de 2010.

O terceiro no Campeonato é Andrea Dovizioso (Repsol Honda), que já por duas vezes esteve perto do pódio em Laguna, mas que ainda não terminou nos três primeiros na pista. A 21 pontos de Lorenzo, a motivação do italiano será grande, assim como a do compatriota Valentino Rossi. O piloto da Ducati Team terminou no pódio em Laguna Seca no ano passado, naquela que foi a sua segunda corrida após ter partido a perna, e está actualmente em quarto no Campeonato antes de rumar ao traçado onde assinou a famosa vitória de 2008 depois de grande batalha com Stoner; uma das mais memoráveis dos últimos anos.

O regresso de Dani Pedrosa foi confirmado em grande estilo na Alemanha, onde o piloto da Repsol Honda assinou o triunfo apenas duas corridas depois de ter voltado à acção após lesão. Com a segunda vitória da época Pedrosa tornou-se no piloto com maior número de corridas ganhas na categoria rainha (14) sem nunca ter conquistado o ceptro. A sua vitória serviu também para voltar a igualar o total de triunfos da Honda e Yamaha na era das 4 tempos (65 cada), e também fez com que fossem quatro os pilotos diferentes a vencerem as últimas quatro jornadas de 2011.

A liderar o ataque da casa estará Ben Spies. O piloto da Yamaha Factory Racing, que assinou a primeira vitória da carreira em Assen, espera juntar-se aos sete pilotos americanos que já somaram triunfos do Campeonato do Mundo em Laguna nas 12 corridas que já foram disputadas no traçado. Contudo, a última vez que um americano esteve no pódio na pista foi há cinco anos; Nicky Hayden foi o último a fazê-lo com a vitória de 2006 e o piloto da Ducati Team junta-se a Spies na vontade de conquistar resultado memorável.

Da mesma forma, Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3), que tem como melhor resultado no circuito o segundo posto de 2005, vai estar muito motivado em casa, enquanto Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini) vai continuar a busca pela primeira vitória na categoria rainha numa pista onde não teve muita sorte no ano passado.

Os estreantes Karel Abraham (Cardio AB Motoracing) e Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3) vão correr no traçado pela primeira vez, assim como Hiroshi Aoyama (San Carlo Honda Gresini) que falhou a corrida do ano passado devido a lesão na época de estreia na categoria rainha. Héctor Barberá (Mapfre Aspar) vai fazer o seu 150º Grande Prémio em todas as categorias neste fim-de-semana, enquanto o compatriota espanhol Álvaro Bautista (Rizla Suzuki) vai tentar repetir o mesmo tipo de prestação apresentada na Alemanha.

Toni Elías (LCR Honda) continua em busca de melhor sorte nesta época de 2011, assim como Randy de Puniet, da Pramac Racing, cujo compatriota gaulês Sylvain Guintoli continua em prontidão para substituir Loris Capirossi – como fez em Sachsenring – caso o italiano ainda não tenha recuperado o suficiente da lesão.

O fim-de-semana contará ainda com a participação especial de um wild card, o americano Ben Bostrom que vai competir no MotoGP com uma RC212V da LCR Honda, ao lado de Elías.

O Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos começa na sexta-feira pelas 10h10 locais, altura em que as máquinas de MotoGP vão para a pista a primeira sessão de livres do fim-de-semana.

Tags:
MotoGP, 2011, RED BULL U.S. GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›