Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo leva a melhor sobre as Honda

Lorenzo leva a melhor sobre as Honda

Jorge Lorenzo assinou o melhor tempo no segundo treino livre do Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos, à frente das Repsol Honda de Dani Pedrosa, segundo, e Casey Stoner, terceiro.

O vencedor do ano passado da corrida de Laguna Seca, Jorge Lorenzo, apresentou-se a grande nível na segunda sessão de livres para liderar o pelotão com voltas consistentes desde o início e até ao fim do treino para garantir a primeira posição com um registo de 1m22,056s, um décimo de segundo mais rápido que o vencedor de 2009, Dani Pedrosa, e quatro décimos mais lesto que a sua própria marca de FP1.

No terceiro lugar da tabela combinada de tempos ficou Casey Stoner, que apanhou um susto na Curva 3 e evitou a queda da Honda com o joelho. Depois de ter liderado a primeira sessão do dia, o australiano ficou a 0,175s do Campeão do Mundo.

Andrea Dovizioso foi quarto, com um tempo de 1m22,537s, subindo um furo face ao quinto posto matinal. O primeiro americano em ambas as sessões foi Ben Spies aos comandos da máquina da Yamaha Factory com a decoração comemorativa do 50º aniversário da marca dos três diapasões nos Grandes Prémios. Spies melhorou a sua marca em dois décimos de segundo com um registo de 1m22,615s, o que o colocou, em casa, no quinto posto.

A partir da sexta posição assistiu-se a grandes melhorias nos tempos, a começar por Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini), cuja marca de 1m22,803s foi quase meio segundo mais lesto que o seu crono da manhã e 0,253s melhor que Álvaro Bautista (Rizla Suzuki), sétimo, e que também retirou meio segundo ao registo que tinha conseguido de manhã.

Seguiu-de Randy de Puniet (Pramac Racing), que saltou de 12º para oitava com um crono de 1m23,135s, com os americanos Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3) e Nicky Hayden, melhor Ducati, logo atrás. O homem da Ducati Team, que conta com as Desmosedici GP11 e GP11.1, optou por rodar com a máquina mais recente durante toda a sessão.

Valentino Rossi, que volta a contar com a presença do chefe de equipa Jeremy Burgess na box, terminou atrás do companheiro de equipa, em 11º, à frente de Héctor Barberá (Mapfre Aspar), 12º, e do estreante de MotoGP Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3), este último a ter saída de pista no topo da Corkscrew em ambas as sessões de treinos naquele que foi o seu primeiro dia de contacto com o traçado californiano.

O wild card e estreante na categoria rainha Ben Bostrom, que está a rodar com a uma RC212V da LCR Honda Team, retirou mais de um segundo à sua melhor marca da primeira sessão e está a quatro segundos da frente. O americano vai também participar nas Superbikes da AMA ao longo do fim-de-semana.

Tags:
MotoGP, 2011, RED BULL U.S. GRAND PRIX, FP2

Outras actualizações que o podem interessar ›