Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner voa para fantástica vitória em Laguna Seca

Stoner voa para fantástica vitória em Laguna Seca

Casey Stoner, da Repsol Honda, apresentou prestação de luxo no Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos este domingo em Laguna Seca.

O jovem australiano, que partiu do segundo posto da grelha, caiu para a terceira posição à partida e levou tempo a iniciar o ataque ao companheiro de equipa Dani Pedrosa; só na 18ª das 32 voltas é que Stoner mostrou ao que ia. Depois de passar Pedrosa, ainda a debater-se com problemas de fadiga e falta de forma física, o australiano foi atrás de Lorenzo ao longo de voltas e não perdeu tempo para o passar por fora na Curva 1, à 27ª volta. A partir deste momento ele controlou a corrida de forma confortável, terminando com cinco segundos e meio de vantagem sobre o espanhol. Stoner aumentou, assim, a margem na frente do Campeonato do Mundo para 20 pontos sobre Lorenzo.

Depois de ter sido passado por Stoner, Dani Pedrosa manteve o terceiro posto sem dificuldades. Ele sabia que a sua forma física ia ser testada aqui, não se tratasse de uma pista que exige muito do físico. Ele está agora á frente de Valentino Rossi no Campeonato, em quarto com 110 pontos.

Andrea Dovizioso, que fez grande partida ao saltar de sexto para quarto, manteve a posição durante a maior parte da corrida. Ele lutou para manter a consistência ao longo da prova em Laguna e, a três voltas do final, foi passado por Ben Spies. O italiano continua a ocupar o terceiro posto no Campeonato com 143 pontos.

É com esta nota positiva de mais um duplo pódio que a Repsol Honda vai agora para a merecida paragem de Verão antes de regressar à acção na República Checa, a 14 de Agosto.

Casey Stoner:
"Lutámos um pouco durante todo o fim-de-semana, pelo que não estávamos muito confiantes na nossa capacidade de acompanhar o Jorge e o Dani na corrida. Contudo, no warm up desta manhã encontrámos uma afinação de que gostei mais. Antes da corrida sentia-me confortável, confiante e calmo, começámos devagar para aquecermos os pneus de forma gradual, mas também com o depósito de combustível cheio, e a moto não estava muito boa. Fui paciente e levei o meu tempo, mantendo-me com o Jorge e o Dani para controlar a diferença e garantir que não iam muito longe. Senti que tinha mais velocidade, mas decidi esperar e ver. Vi que o Dani estava a lutar um pouco e começou a perder terreno para o Jorge, altura em que decidi atacar. Assim que apanhei o Jorge esperei para ver se ele cometia algum erro e mantive a pressão, depois escolhi o momento para fazer a manobra e consegui abrir vantagem de forma gradual para ganhar. É mesmo fantástico conseguir um triunfo assim depois de um fim-de-semana tão difícil; estou muito grato a toda a minha equipa.

Dani Pedrosa:
"Estou muito contente com mais este pódio, o segundo consecutivo depois do meu regresso de lesão. Podia ter previsto este resultado antes de vir para Laguna Seca porque sabia que ia ser fisicamente muito duro para mim e foi muito bom manter o ritmo do Casey e do Jorge nestas últimas duas corridas. Hoje, a meio da corrida, estava muito cansado, quase acabado, não tinha força suficiente no braço esquerdo e nesta pista não temos descanso, pelo que tive de abrandar. Foi difícil afinar a moto para este fim-de-semana, de forma geral faltou-me aderência, mas a equipa trabalhou muito bem. Agora temos umas férias e vai ser bom para mim porque vou poder descansar e relaxar os músculos e voltar ao treino para estar totalmente apto em Brno.”

Andrea Dovizioso:
“Sabíamos que ia ser uma corrida dura porque esta pista é curta, com travagens muito fortes e muito exigente. Fiz boa partida e consegui passar para quarto. Nas primeiras voltas puxei muito para me manter com o Casey, Dani e Lorenzo. Estava a perder muito em algumas curvas, como na 3 e na 11, e para recuperar estava a puxar noutras áreas. Gastei muita energia e não consegui ser consistente durante as 32 voltas. Estou desapontado porque hoje tínhamos velocidade para lutar por um bom resultado; na verdade rodei dois segundos mais lento que a melhor volta, mas não consegui ser consistente. Perdi a luta com o Spies, foi a primeira vez que tal aconteceu este ano. O lado positivo é que conseguimos ser rápidos. Agora temos de nos concentrar em continuar o trabalho, estamos em terceiro no Campeonato, e queremos continuar a lutar. Vamos tirar partido das três semanas de paragem para recarregar baterias e regressar a Brno ainda mais determinado. Parabéns ao Casey e ao Dani.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda.

Tags:
MotoGP, 2011, RED BULL U.S. GRAND PRIX, Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Casey Stoner, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›