Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Comentário de Hirohide Hamashima a Laguna Seca

Comentário de Hirohide Hamashima a Laguna Seca

O Director Assistente da Divisão de Desenvolvimento de Pneus de Competição da Bridgestone discute a prestação dos compostos que foram colocado à disposição no Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos.

Para a edição de 2011 do Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos a Bridgestone elegeu um composto traseiro mais macio como parte da resposta continuada às reacções dos pilotos e as prestações de aquecimento em condições frias apresentaram melhorias. Os compostos disponíveis na Califórnia foram do tipo médio e duro para a frente e assimétricos macios e médios para a traseira.

Muito próximo da costa da Califórnia, as condições do circuito de Laguna Seca são quentes e secas durante a tarde, mas de manhã o traçado é afectado por nevoeiro marítimo denso que faz com que as temperaturas seja muito mais baixas até por volta do meio-dia. A diferença entre as condições da pista de manhã e à tarde pode chegar aos 20ºC, fazendo com que o desafio no que respeita à prestação consistente dos pneus seja significativo, pois os mesmos têm de funcionar em grande amplitude térmica.

Casey Stoner lutou desde a terceira posição para passar Dani Pedrosa a meio da corrida e depois Jorge Lorenzo, na volta 27, para assinar a vitória rodando de forma muito consistente ao longo de toda a prova. O seu melhor tempo na 3ª volta e o registo assinado na 29ª variaram em menos de 0,2 segundos.

 

A Bridgestone escolheu traseiros mais macios este fim-de-semana – como é que acha que funcionaram?
“Estou muito contente com a forma como o nosso composto traseiro revisto funcionou em Laguna este ano; vimos que a prestação de aquecimento do traseiro macio no frio da manhã melhorou muito, mesmo assim foi também uma escolha viável para a corrida, com 12 pilotos a optarem por ele. A reacção dos pilotos também foi positiva. O Valentino disse-me estar ‘contente por a Bridgestone ter trazido alguns pneus macios, que funcionaram bem nas temperaturas frias da manhã’ e o Colin também comentou com: ‘Quero agradecer à Bridgestone. Concordaram trazer alguns pneus mais macios para este fim-de-semana e foi claramente a melhor escolha’. O objectivo era ouvir os pilotos e dar-lhes as opções de compostos com que se sentissem mais confortáveis em condições frias e estou satisfeito por o termos conseguido neste fim-de-semana.”

 

“Os resultados mostram que as opções mais duras usadas pelo Casey, Jorge e Dani foram mais rápidas na corrida, mas estou contente por tantos pilotos terem optado pelo composto traseiro macio na tarde de domingo. Tendo por base a prestação dos pneus e reacções do fim-de-semana acredito que estamos no caminho certo na nossa proposta de escolhermos compostos traseiros mais macios cinco das oito corridas que ainda temos esta época para melhorar a prestação de aquecimento e sensações dos pilotos no frio matinal.”

 

O que é significou para os pilotos opções de pneus de corrida?

“Mesmo tendo trazido compostos traseiros macio e médio este ano, ao invés dos médio e duro do ano passado, houve um bom grupo de pilotos a usar as duas especificações na corrida. Os da frente usaram as opções mais duras para maior durabilidade e consistência, mas a maior parte do pelotão optou pelo traseiro macio, confiante que duraria toda a corrida de forma satisfatória. O Ben foi o melhor classificado com o traseiro mais macio, terminando em quarto. Ele assinou a sexta melhor volta da corrida, atrás de cinco pilotos que optaram pelo composto traseiro mais duro, mas a sua consistência foi boa e no final da corrida passou o Andrea, que estava com traseiro duro.”

 

“A prestação de aquecimento não foi um problema para a corrida por causa da elevada temperatura da pista e a maior parte dos pilotos consegui os seus melhores tempos nas primeiras cinco voltas, incluindo o Casey, que assinou a sua melhor volta à terceira passagem pela meta. O que tudo isto mostra é quão melhor certas motos e pilotos funcionam em conjunto com os nossos compostos mais macios e a importância e efeito da afinação da moto e estilo de pilotagem no desgaste dos pneus.”

Tags:
MotoGP, 2011, RED BULL U.S. GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›