Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Emoções do MotoGP regressão com conferência de imprensa de Brno

Emoções do MotoGP regressão com conferência de imprensa de Brno

Karel Abraham, Jorge Lorenzo, Casey Stoner, Valentino Rossi e Álvaro Bautista foram os nomes do MotoGP presentes na conferência de imprensa de pré-evento do Cardion ab Grande Prémio da República Checa nesta quinta-feira em Brno.

Frescos das férias e prontos para regressarem à acção após duas semanas de paragem de Verão desde Laguna Seca, o MotoGP volta à pista na manhã de sexta-feira para a primeira sessão de livres do Cardion ab Grande Prémio da República Checa.

O quinteto de pilotos presentes na conferência de imprensa nesta tarde de quinta-feira em Brno falou da 11ª ronda da campanha de 2011 enquanto se prepara para o ataque final ao ceptro.

Graças à impressionante vitória em Laguna Seca (a quinta do ano) Casey Stoner inicia o fim-de-semana com 20 pontos de margem sobre o Campeão do Mundo e mais próximo rival, Jorge Lorenzo, e o australiano espera defender bem a vantagem na frente da classificação.

“Fomos para a paragem de Verão com bom resultado e até ao momento a época tem sido fantástica. Agora só temos de ver como corre este fim-de-semana e a segunda metade da época,” disse o piloto da Repsol Honda. “Este é claramente um dos três melhores circuitos para mim e divirto-me muito quando aqui venho, gosto da zona e estou pronto para esta corrida. Penso que vai ser boa para nós. De momento alguns de nós estamos a rodar de forma consistente na frente e entre mim e o Jorge há uma luta todas as semanas para ver quem tira pontos a quem.”

Stoner vai também participar no Teste Oficial de segunda-feira onde vai dar continuidade ao desenvolvimento do protótipo de 2011 da Honda.

“Estou desejoso por mais um teste de 1000cc,” explicou. “Vai ser muito divertido vir para mais um circuito. Jerez foi um bom teste, principalmente tendo em que conta que se trata de um traçado que nunca favorece muito o meu estilo de pilotagem, mas estive surpreendentemente bem lá e senti-me bem com a moto. Vamos ver como corre tudo neste teste e comparar o comportamento numa pista diferente.”

Com o GP do Japão em Outubro a continuar a ser um tema de discussão entre pilotos e imprensa, e com o recente relatório solicitado pela FIM e Dorna a confirmar que a data que se confirma, Stoner teceu o seu mais recente comentário sobre o assunto.

“Houve um período depois de Silverstone em que achei mesmo que não ia ao Japão depois de tudo o que vi e ouvi,” disse. “Isso deveu-se a uma emoção muito forte depois de descobrirmos que a Adriana (Stoner) está gravida. Discutimos muito o assunto desde então e é uma coisa muito importante na minha vida, a mais importante neste momento. Por isso senti que o melhor que podia fazer naquela altura era tomar uma decisão. Nunca arriscaria a minha mulher e a minha família e foi muito complicado.”

“Nestas semanas recolhi muita informação na Austrália; pessoas em que podemos confiar no que toca ao assunto e agora estou um pouco mais aberto à ideia que antes. Creio que as pessoas podem compreender o facto de me ter preocupado um pouco mais com a minha segurança e da minha família nesta matéria. Veremos nestas próximas semanas; vamos continuar a falar e tentar obter o máximo de informação possível. Não estou a dizer que vou, mas também não estou a dizer que não vou. Vamos ter de esperar e ver o que acontece no futuro.”

Quando instados sobre o tema os restantes quatro pilotos disseram que também vão esperar um pouco mais antes de tomarem uma decisão firme após a reunião da Comissão de Segurança marcada para sexta-feira.

Após os comentários de Stoner foi a vez de Lorenzo falar e o piloto da Factory Yamaha está claramente focado em reduzir a diferença para o rival.

“Sabemos que vai ser um trabalho muito duro porque ele está a rodar muito rápido este ano, muito consistente e tem boa moto. Mas estamos a fazer muito, a moto é – creio – uma máquina vencedora e estou em boa forma. A partir deste momento da época temos de tentar melhorar a moto um pouco mais, pelo que penso que vai ser uma segunda parte da temporada interessante,” comentou.

“Em teoria esta pista é boa para nos, para a moto e para o meu estilo de pilotagem,” acrescentou Lorenzo sobre Brno, traçado onde venceu no ano passado. “Mas isto é outra história. Temos de esperar e ver o que acontece durante o fim-de-semana. O teste de segunda-feira também vai ser muito importante, vai ser a primeira vez que vou testar a nova moto. Nunca rodei com uma moto assim tão potente. Vamos ver se tenho de alterar o meu estilo de pilotagem para a moto.”

O traçado de Brno é local de boas memórias para Valentino Rossi, palco da sua primeira vitória, no GP de 125cc de 1996, e o italiano disse: “Já passaram 15 anos desde a primeira vitória, que foi aqui, por isso grandes memórias!”

Antevendo o fim-de-semana que tem pela frente numa pista onde já soma cinco vitórias e três segundos lugares na categoria rainha Rossi continuou: “O Jeremy (Burgess, chefe de equipa) voltou em Laguna Seca; sentimos muito a falta dele em Mugello e Sachsenring e decidimos continuar com esta moto (a Ducati Desmosedici GP 11.1). Esperamos mais melhorias em comparação com a antiga, mas temos de trabalhar arduamente; a Ducati está a trabalhar muito para a melhorar todos os aspectos em que estamos a ter problemas. Felizmente na segunda-feira temos um teste, pelo que esperamos ter bom tempo e temos muito trabalho a fazer.”

“Laguna foi um fim-de-semana melhor para mim e para a equipa, comecei da terceira linha e fiz uma corrida normal para o nosso potencial,” acrescentou. “Parece que não somos assim tão lentos no final da corrida com pneus usados; estamos mais lentos no início, pelo que temos de aumentar o nosso potencial e trabalhar nisso para a qualificação.”

A correr em casa pela primeira vez na categoria rainha neste fim-de-semana Karel Abraham vai ter as expectativas do seu público sobre os seus ombros e o estreante reconheceu a importância desta jornada.

“É claro que este GP é muito importante para mim porque estou em casa. Há muita pressão e ninguém a está a colocar de forma negativa. Temos de obter muito mais experiência que a que temos agora, mas com todas as voltas que fazemos com os outros pilotos estamos a fazer isso mesmo,” disse.

“Estamos contente com a época até ao momento; é claro que tivemos algumas quedas que não nos deixam felizes, mas isso acontece quando se está a puxar no limite. Vamos apenas tentar ter um um bom fim-de-semana e corrida, lutar com alguns pilotos e depois da bandeira de xadrez diremos ser foi uma boa corrida, ou não.”

Também presente esteve o piloto da Rizla Suzuki Álvaro Bautista, que está a recupera a confiança com cada melhoria feita na GSV-R este ano.

“Não é a minha melhor temporada, mas depois da queda e da lesão posso dizer que estou no meu melhor e que posso desfrutar da moto e chegar ao limite,” disse. “A moto está muito melhor que no início; tive grandes lutas, como aquela com o Valentino em Sachsenring, e estou ansioso por continuar desta forma neste fim-de-semana.”

Bautista vai rodar ao lado do wild card John Hopkins neste fim-de-semana, algo que espera ser uma vantagem para si e para a equipa.

“Espero que seja bom para mim, se ele for mais lento que eu será mesmo bom para mim! É bom para a equipa ter duas motos em pista e ter a oportunidade de comparar dois pilotos porque só com um é difícil testar tudo ao longo do fim-de-semana,” concluiu.

Tags:
MotoGP, 2011, CARDION AB GRAND PRIX ČESKÉ REPUBLIKY

Outras actualizações que o podem interessar ›