Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bridgestone propõe revisão do fornecimento de pneus de MotoGP à Comissão de GPs

Bridgestone propõe revisão do fornecimento de pneus de MotoGP à Comissão de GPs

Em trabalho em conjunto com a Comissão de Segurança, onde os pilotos, FIM, IRTA e Dorna estão representados, foi decidido propor uma alteração à distribuição de pneus à Comissão de GPs. Assim sendo, a Bridgestone propôs uma revisão ao seu processo de distribuição de pneus e compostos escolhidos para as restantes corridas de 2011, alteração que entrará em efeito a partir do Grande Prémio da República Checa.

Este último conjunto de alterações surge em resposta às opiniões dos pilotos e consequentes passos dados pela Bridgestone nos últimos 18 meses, como desenvolvimento e introdução do composto extra macio em 2010, e na selecção de compostos mais macios para os Grandes Prémios da Catalunha, Inglaterra, Holanda, Itália e Alemanha desta época.

 

Para o Grande Prémio dos Estados Unidos, na próxima semana em Laguna Seca, foram escolhidos slicks traseiros Bridgestone macios que incorporam borracha de composto extra macio na tentativa de continuar a melhorar a prestação de aquecimento dos pneus, especialmente nas sessões matinais que podem ser mais frias.

 

Depois, a partir do GP da República Checa para a frente serão introduzidas mais alterações com a Bridgestone a fornecer todos os pilotos com maior número de slicks frontais, com três opções de compostos, e uma distribuição de borrachas traseiras revista para que os pilotos possam escolher de entre mais número de compostos.

 

O anterior regulamento permitia duas opções de compostos frontais e traseiros de slicks, com um total de oito frontais e dez traseiros por piloto, por fim-de-semana. Agora, a partir de Brno, a Bridgestone vai preparar três opções de compostos slicks por corrida e dar a cada piloto nove frontais em cada fim-de-semana. Os dez slicks traseiros continuarão disponíveis em duas opções de compostos por fim-de-semana, mas os pilotos podem escolher mais de acordo com as suas preferências de pneu, até um máximo de seis de um composto e quatro do outro.

 

Hiroshi Yamada – Manager, Departamento de Motorsport da Bridgestone:

“Trabalhámos arduamente com a FIM, Dorna e pilotos para fazermos esta proposta e as necessárias alterações ao regulamento e fizemos estas significativas alterações ao nosso processo de distribuição de compostos de pneus como parte do nosso esforço continuo de melhoramento da prestação no aquecimento dos pneus. Os comentários dos pilotos sobre o processo de aquecimento dos pneus começou no ano passado, desenvolvemos o composto extra macio para os traseiros para melhorarmos a situação. Depois, no início deste ano, já escolhemos a opção mais macia do composto em cinco das primeiras nove corridas, uma vez mais para que os pneus aquecessem mais depressa. Depois, durante o GP de Itália decidimos trazer os traseiros mais macios para mais seis das nove corridas que faltam e com esta mais recente alteração à nossa abordagem aos pneus esperamos chegar a uma situação em que os pilotos fiquem satisfeitos com a maior possibilidade de escolha em cada fim-de-semana e que se sintam mais confortáveis com o acréscimo de pneus mais macios nas condições mais frias das sessões das manhãs. A introdução de FP1 na manhã de sexta-feira este ano alterou-nos a situação porque as condições nunca são ideais na manhã de sexta-feira, altura em que temos o maior número de quedas. Mesmo assim, levamos a segurança dos pilotos muito a sério e, é claro, lamentamos as quedas que se verificaram já neste ano e queremos evitar que hajam mais. Espero que esta mudança na situação de Fornecedor Oficial de Pneus demonstre que ouvimos os pilotos e que estamos a trabalhar há muito num compromisso para que se sintam mais seguros, confortáveis e confiantes no que toca à prestação de aquecimento dos nossos pneus.”

 

Hirohide Hamashima – Director Adjunto – Divisão de Desenvolvimento de Pneus de Competição:

“Passámos muito tempo a falar pessoalmente com os pilotos, especialmente nos últimos meses, e as alterações que propusemos surge como resposta ao que nos disseram, especificamente no que toca à prestação de aquecimento dos nossos pneus nas mais frias sessões matinais. É importante notar que todos os pilotos estão muito satisfeito com as prestações em distância de corrida dos nossos pneus, e que se assinaram vários novos recordes de circuitos desde o ano passado, incluindo hoje na Alemanha, o que indica que a nossa prestação é muito boa. Contudo, sabemos que temos de nos concentrar mais na área da prestação de aquecimento do pneu e enquanto vamos continuar o nosso desenvolvimento de nova família de pneus para o próximo ano, que inclui uma construção mais macia, estas alterações entram em vigor a partir de Brno e são o nosso melhor responder o mais depressa possível e de forma satisfatória a todas as partes e a meio da época. Os pilotos concordaram com a nossa proposta, o que me deixa muito confiante que estas modificações lhes vão dar o que nos pediram em temos de maior número de especificações mais macias em cada fim-de-semana.”

Tags:
MotoGP, 2011

Outras actualizações que o podem interessar ›