Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner é o homem a bater em Indianapolis

Stoner é o homem a bater em Indianapolis

Nicky Hayden, Dani Pedrosa, o líder do Campeonato Casey Stoner, Ben Spies e Marco Simoncelli foram os nomes presentes na conferência de imprensa de pré-evento do Red Bull Grande Prémio de Indianapolis nesta tarde de quinta-feira.

A famosa Indianapolis Motor Speedway é palco da 12ª jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011 neste fim-de-semana, o Red Bull Grande Prémio de Indianapolis, e na tarde de quinta-feira a conferência de imprensa de pré-evento juntou um quinteto de estrelas da categoria rainha para a antevisão da acção.

O domínio de Casey Stoner no topo da classificação passou para 32 pontos após Brno, na última jornada, com a sua segunda vitória consecutiva e sexta da época até ao momento e o piloto da Repsol Honda admitiu que foi para Indianapolis com o objectivo de entrar no ritmo bem mias depressa que nas últimas duas rondas.

“Tivemos uns fins-de-semana complicados antes das corridas, mas conseguimos resolver os problemas até domingo e chegar à frente,” disse Stoner sobre as suas duas últimas vitórias. “Chegamos aqui claramente mais confiantes. Se conseguirmos afinar a moto um pouco mais depressa aqui vamos ficar muito mais tranquilos.”

Stoner acrescentou: “É uma pista muito exigente, não é um circuito normal de travagem, entrada em curva e saída, tem algumas pequenas zonas traiçoeiras e há algumas zonas rápidas que exigem mais coragem. Estou desejoso por atacar esta pista com a Honda.”

O companheiro de equipa do australiano, Dani Pedrosa, que caiu e desistiu em Brno quando liderava desde a pole, venceu a corrida do ano passado em Indy e espera repetir o positivo fim-de-semana que teve em Brno até ao momento da queda.

“Estive bem aqui no passado, consegui uma pole e uma vitória, e a corrida do ano passado foi fantástica para mim. Espero que este ano voltemos a ter um bom fim-de-semana e boa corrida,” disse Pedrosa que continua a sentir-se fisicamente melhor a cada corrida que passa. “Sinto-me melhor a cada semana, a estabilidade do ombro está a melhorar e as sensações são boas – não estou como antes de ter partido a clavícula, mas sou capaz de me sentir bem neste fim-de-semana.”

“A última corrida foi um resultado desapontante, mas o fim-de-semana não foi muito mau. Estou muito contente com a prestação e espero repeti-la aqui,” concluiu.

Para Ben Spies, da For Yamaha Factory Racing, o circuito traz boas memórias do ano passado, altura em que assinou a primeira, e até ao momento a única, pole de MotoGP, liderou a corrida e terminou em segundo.

“É uma grande corrida, sendo em Indy, mais uma prova em casa para mim. Vou ter muito apoio dos adeptos, família e amigos,” disse o texano que espera tirar partido do motor melhorado que testou em Brno após o GP. “Temos alguns componentes novos neste fim-de-semana e espero que tornem a moto melhor. O piso é diferente e apesar de não ter de aprender a pista teremos diferenças em relação ao ano passado.”

Spies também espera que a sua condição física lhe permita rodar forte, isto depois de ter sido afectado por um nervo preso no pescoço na última corrida e que lhe causou dormência no braço esquerdo.

“É uma daquelas coisas frustrantes,” disse. “Fizemos tudo o que podíamos na semana passada. Vir para um fim-de-semana sabendo que não se está a 100% é frustrante, mas não nos vai impedir de tentar como fizemos em Brno e de dar o máximo.”

O compatriota Nicky Hayden é outro piloto com esperanças elevadas de assinar o segundo pódio em Indianapolis e o piloto da Ducati Team já teve um primeiro contacto com o novo asfalto – da Curva 5 à 16 – no início do mês.

“O novo asfalto é muito mais macio que o anterior e não tem tantos remendos,” disse. “Agora da Curva 5 até ao final temos o mesmo asfalto, pelo que amanhã vamos para pista para ver o quão rápidos conseguimos ser assim que haja borracha no piso. Nunca se sabe o que um novo piso faz aos pneus, se os vai desgastar muito ou não, mas o asfalto é mesmo macio – quase como vidro – pelo que não espero problemas de desgaste.”

Hayden também vai rodar com a Desmosedici GP11.1 durante todo o fim-de-semana depois de a ter testado em Brno. “Testei a moto em Brno durante um dia inteiro e foi positivo,” comentou. “Fui muito mais consistente e rápido que no domingo, pelo que quero agradecer à Ducati por me darem a moto: está claramente no caminho para o futuro. Tem algumas vantagens, pelo que espero fazer-lhe justiça com bons resultados; este fim-de-semana é uma boa altura para começar!”

Marco Melandri, da San Carlo Honda Gresini, estreou-se no pódio da categoria rainha na última corrida e espera que o resultado tenha sido o primeiro de muitos do mesmo calibre.

“Tentei chegar ao pódio durante toda a época e finalmente consegui. Agora espero continuar ao mesmo nível,” disse o italiano. “Ao longo da temporada tenho apresentado ritmo muito bom nos treinos, agora espero mostrar o mesmo na corrida. Tenho potencial para estar mais acima que o oitavo posto no Campeonato e é claro que vou continuar a dar o máximo até ao final do ano para melhorar a minha classificação.”

Tags:
MotoGP, 2011, RED BULL INDIANAPOLIS GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›