Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner voa para sétima vitória do ano, Pedrosa segundo e Dovizioso quinto

Stoner voa para sétima vitória do ano, Pedrosa segundo e Dovizioso quinto

Casey Stoner completou um fim-de-semana perfeito hoje ao vencer o Red Bull Grande Prémio de Indianapolis, o que deu à Honda a segunda vitória consecutiva no Brickyard e a terceira seguida em terras do Tio Sam.

Após ter assinado novo recorde do circuito com a pole conquistada na qualificação de ontem (1m38,850s), Stoner registou também novo recorde da melhor volta com 1m39,807s. Esta foi a sétima vitória de Stoner nesta época e a terceira consecutiva depois de Laguna Seca e Brno.

Dani Pedrosa também efectuou grande corrida atrás de Stoner. Pedrosa fez uma das suas tradicionais partidas canhão e assumiu a liderança da corrida na primeira volta, contudo Stoner passou-o ao cabo de sete voltas e o espanhol manteve a segunda posição de forma confortável.

Andrea Dovizioso esperava terminar no pódio em Indianapolis, mas teve algumas voltas complicadas no início da corrida atrás de Hayden depois deste lhe ter dado um toque que o fez perder algumas posições. Ainda assim Andrea manteve a concentração e recuperou as posições para terminar em quinto.

Casey Stoner lidera agora o Campeonato com 243 pontos (mais 44 que Lorenzo), com Andrea Dovizioso em terceiro com 174 e Dani Pedrosa em quarto com 130.

Casey Stoner:
"Fiz uma partida razoável e devia ter sido um pouco mais agressivo na Curva 1. Assim que entrei na Curva 2 o Dani travou muito forte e eu não tinha nada, os meus travões não estavam suficientemente quentes e tive problemas; foi uma sorte ter terminado a primeira volta. A corrida foi dura, as condições estavam muito quentes e o piso um pouco mais escorregadio que nos treinos e qualificação, o que fez com que fosse mais difícil saber quanto puxar. A dada altura, tranquei a frente e deixei a moto cair no meu joelho, mas mesmo assim consegui voltar a pô-la em pé e não perdi muita confiança. A partir daí comecei a fazer a minha corrida, passei o Dani, fiz bons tempos por volta e consegui uma vantagem. Mesmo com as condições de pista complicadas funcionou tudo muito bem este fim-de-semana, a equipa fez um trabalho fantástico e deu-me uma grande moto: muito obrigado a todos!"

Dani Pedrosa:
"Estamos muito contentes com o segundo lugar por vários motivos. Depois da qualificação de ontem tivemos de trabalhar muito para reduzir um segundo de diferença para o Casey, não era normal estar tão atrás dele. Terminar em segundo depois da queda em Brno é uma sensação muito boa. Sabia que o meu ritmo de corrida podia ser tão rápido como o do Casey, mas a equipa fez um grande trabalho, ajudou-me a sentir-me mais confortável com a frente e consegui encontrar bom andamento, apenas três a quatro décimos mais lento que o Casey. Foi duro fazer a corrida sozinho, mas concentrei-me nos meus tempos por volta e fiz a minha melhor marca no final, pelo que estou contente com a minha prestação e da moto. Somar 20 pontos não é mau depois da queda de Brno e estou já de olhos postos em Misano para a próxima corrida e tentar dar mais um passo em frente."

Andrea Dovizioso:
“Não posso estar contente com o resultado de hoje porque o objectivo era terminar no pódio e ganhar alguns pontos ao Lorenzo, mas também tenho de olhar para o lado positivo e estou contente por ter rodado no segundo 40; a minha melhor volta foi a última. Tendo em conta as condições exigentes da pista e as altas temperaturas, este tempo por volta mostrar que estivemos rápidos mesmo no final. Tive uma má partida, o Nicky (Hayden) bloqueou-me e depois o Ben (Spies) e eu tocámo-nos na Curva 4 e perdi tempo precioso. A partir desse momento tentei manter a concentração e encontrei o meu ritmo volta após volta, o que me permitiu recuperar posições. Sabia que a corrida seria dura e foi mesmo. Também foi uma prova estranha; não tivemos aderência traseira desde o início, principalmente nas primeiras voltas senti que a frente estava a trancar muito. Contudo, consegui adaptar o meu estilo de pilotagem às condições para gerir os pneus da melhor forma possível e ser consistente. Estamos competitivos e vamos para Misano, o meu GP caseiro, determinados e confiantes num bom resultado.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda.

Tags:
MotoGP, 2011, RED BULL INDIANAPOLIS GRAND PRIX, Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Casey Stoner, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›