Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo dispara para a primeira linha em Misano

Lorenzo dispara para a primeira linha em Misano

Jorge Lorenzo apresentou forte ritmo este sábado no circuito de Misano para assinar o segundo posto da grelha com vista ao Grande Prémio de São Marino de amanhã.

O Campeão do Mundo Lorenzo continuou a tirar partido do árduo trabalho da sua equipa na última sessão de livres desta manhã, ocupando a segunda posição durante a maior parte do treino para terminar a 0,323s da frente, na terceira posição. O espanhol dominou depois a qualificação da tarde, liderando a sessão desde o início até se ver relegado para segundo a 11 minutos do final e com uma diferença de 0,578s para a pole. Lorenzo ainda respondeu para ficar a apenas 0,120s de Casey Stoner.

Ben Spies deparou-se com um dia mais complicado que o companheiro de equipa neste sábado, passando a sessão matinal e depois a qualificação a tentar melhorar a aderência traseira na sua YZR-M1. Um esforço de última hora viu o americano garantir o quarto posto da grelha a 0,809s da pole. A equipa vai agora trabalhar durante a noite para encontrar melhorias no warm up de forma a ter a melhor afinação possível para a corrida.

Jorge Lorenzo, 2º – 1m33,258s:
“Hoje foi um bom dia para nós. Queríamos a pole, mas a primeira linha é um ponto de partida para amanhã. Testámos algumas coisas hoje e na qualificação ficámos muito perto da frente. A moto está muito boa depois do árduo trabalho que a equipa fez e temos um ritmo rápido. Julgo que amanhã podemos estar competitivos e vamos tentar ficar à frente do Casey, é esse o nosso objectivo. As condições climatéricas estão a ser muito duras este fim-de-semana, talvez chegue mesmo a chover amanhã. A corrida vão ser muito difícil em todos os aspectos.

Ben Spies, 4º – 1m33,947s:
“Para ser franco, esta tarde foi muito mais dura do que esperava. Não fiquei contente. Estamos a testar muitas coisas com a moto e não me sinto mal no que toca à pilotagem, só não temos a afinação certa ainda e não estamos confortáveis em algumas zonas da pista. Em algumas estamos muito bem, noutras mesmo mal. Tivemos de rodar bem acima do limite para estarmos onde estamos hoje. Estou contente por o termos conseguido e por termos terminado na segunda linha, mas não estou contente com os riscos que tivemos de correr para lá chegarmos. A moto está lá, vemos isso; o Jorge está rápido e eu sinto-me bem, só temos de encontrar uma afinação com que me sinta confortável. Temos a noite toda para trabalhar e ver o que podemos fazer para amanhã.

Tags:
MotoGP, 2011, GP APEROL DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, Jorge Lorenzo, Ben Spies, Yamaha Factory Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›