Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Wayne Rainey regressa a Misano

Wayne Rainey regressa a Misano

O três vezes Campeão do Mundo voltou ao circuito na tarde de sexta-feira pela primeira vez desde 1993.

Dezoito anos depois da queda que colocou ponto final na sua carreira Wayne Rainey regressou ao Circuito de Misano para o Grande Prémio de São Marino deste fim-de-semana e na tarde de sexta-feira o americano participou num evento especial para assinalar a sua visita.

Numa apresentação especial organizada pela Yamaha, o três vezes Campeão do Mundo de 500cc (1990,1991 e 1992) esteve em palco com o Director da Yamaha Motor Racing, Lin Jarvis, o Director Executivo da Dorna Sport, Carmelo Ezpeleta, e os actuais pilotos de fábrica Jorge Lorenzo e Ben Spies.

“É uma loucura, as minhas emoções estão muito mais fortes do que pensei que estariam,” disse Rainey, que voltou à pista pela primeira vez desde o acidente que colocou ponto final à sua carreira a 5 de Setembro de 1993. “Este é o 50º aniversário da Yamaha nos Grandes Prémios e é muito especial ter feito parte dessa história durante seis anos.”

Rainey continuou: “O meu primeiro GP na Europa foi em 1984 e foi nesta pista – terminei em terceiro – e foi aqui que terminei a carreira. Posso dizer-vos que nunca gostei tanto duma pista como desta. Estou muito contente por estar aqui de novo e quero agradecer à Yamaha por me ter trazido até cá. Há 18 anos que não vinha cá e tenho de agradecer aos adeptos e a muitos amigos e família. Parece que a Yamaha vai estar bem com estes dois tipos, pelo que serei um espectador e vou torcer por eles neste fim-de-semana.”

Ezpeleta prestou crédito ao impacto que Rainey continuou a ter no desporto e disse: “O Wayne este sempre envolvido no MotoGP e tem sido uma grande ajuda para nós no que toca a darmos continuidade à nossa missão de gerir o Campeonato. O Wayne foi o homem responsável por nos convencer a nós e às pessoas de Laguna Seca para levarmos os Grandes Prémios de volta aos Estados Unidos e hoje ele está aqui em Misano. Tudo o que te posso dizer Wayne é muito obrigado por toda a ajudar que deste ao MotoGP para tornar este Campeonato tão importante como é.”

O Campeão do Mundo Lorenzo acrescentou: “Um dia gostava de ter o mesmo número de títulos do Wayne. Estamos a trabalhar nisso e espero consegui-lo nos próximos anos. O Wayne deu sempre tudo o que tinha para a Yamaha vencer corridas. Isto dá-me muita motivação e é um exemplo para mim para ser o melhor piloto que posso.”

O compatriota de Rainey, Spies, também disse algumas palavras sobre um dos pilotos que tinha como ídolo quando era jovem.

“Comecei a ver Grandes Prémios no final de 1989, pelo que via muitas corridas na TV,” disse. “Uma coisa que me ficou na memória sobre o Wayne foi o quão duro ele era, a rodar com lesões e tudo. Muitas pessoas não sabem isto na América, mas de 1989 a 1993 havia tabelas de GPs e eu memorizava-as. Quero fazer o mesmo que ele e fazer o melhor que posso.”

Tags:
MotoGP, 2011, GP APEROL DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, Wayne Rainey

Outras actualizações que o podem interessar ›