Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo regressa às vitórias em Misano

Lorenzo regressa às vitórias em Misano

Jorge Lorenzo esteve brilhante de início a fim da corrida de MotoGP do Grande Prémio Aperol de São Marino e da Riviera de Rimini para voltar às vitórias, batendo Dani Pedrosa e o líder do Campeonato Casey Stoner, mostrando que a luta pelo ceptro ainda está bem viva.

Depois de duas jornadas arredado do pódio Lorenzo (Yamaha Factory Racing) apresentou-se muito forte em Misano neste domingo para assinar a terceira vitória da época. Uma excelente partida desde a segunda posição da grelha levou o espanhol à liderança da corrida logo na Curva 1 para não mais a perder até final e, assim reduzir a diferença para a liderança do Campeonato para 35 pontos.

O australiano Stoner (Repsol Honda Team) começou por dar muita luta ao rival espanhol, chegando mesmo a dar mostras que estaria a ponto de, como é sua imagem de marca, passar para a primeira posição e isolar-se na frente de uma corrida que depois de ver as luzes vermelhas viu as bandeiras brancas serem acenadas por todo o circuito sem que, contudo, tal tenha levado os pilotos a trocarem de montada porque a chuva acabou por não marcar presença.

No entanto, Stoner começou a perder muito ritmo e o contacto com Lorenzo quando a prova estava perto de meio. O australiano não conseguiu voltar a apresentar o mesmo andamento e acabou mesmo por deixar apanhar pelo companheiro de equipa Pedrosa. O espanhol passou Stoner sem qualquer problemas já no último quarto da corrida para rodar tranquilo até ao segundo posto, enquanto o líder do Campeonato viu terminada a sequência de três vitórias seguidas tendo de se contentar com o mais baixo do pódio.

Enquanto isso, um pouco mais atrás assistia-se a uma luta de cortar a respiração pelo quarto posto entre Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini), Andrea Dovizioso (Repsol Honda) e Ben Spies (Yamaha Factory Racing). Dovizioso começou por rodar em quarto, mas com o desenvolver da corrida viu-se apanhado pelo compatriota italiano e pelo americano.

Muito forte, e depois de ter passado por Spies de forma brilhante, Simoncelli passou por pelo rival Dovizioso, mas não logrou destacar-se na frente dos dois. O trio manteve-se muito junto e na última volta chegaram quase a tocar rodas enquanto trocavam de posições, mas foi Simoncelli quem levou a melhor, com Dovizioso a terminar em quinto e Spies em sexto.

Seguiram-se Valentino Rossi (Ducati Team), Álvaro Bautista (Rizla Suzuki), Héctor Barberá (Mapfre Aspar Team MotoGP) e Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3) a fechar a lista dos dez primeiros à frente de Hiroshi Aoyama (San Carlo Honda Gresini), Karel Abraham (Cardion ab Motoracing), Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3), Randy de Puniet (Pramac Racing Team) e Toni Elías (LCR Honda MotoGP).

Nicky Hayden (Ducati Team) foi o único piloto a cair. O americano saiu ileso do contratempo ainda nos momentos iniciais da corrida, mas não logrou voltar à prova, isto enquanto Loris Capirossi (Pramac Racing Team), na sua última corrida em casa, acabou por desistir depois de ter feito uma paragem nas boxes com problemas na sua moto.

Tags:
MotoGP, 2011, GP APEROL DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›