Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Repsol Honda assegura 11º duplo pódio da época

Repsol Honda assegura 11º duplo pódio da época

A Repsol Honda Team assinou o 11º duplo pódio da época de MotoGP esta tarde, com Dani Pedrosa a terminar em segundo e Casey Stoner em terceiro, isto enquanto o companheiro de equipa Andrea Dovizioso foi quinto no Grande Prémio de São Marino.

Os três pilotos da Repsol Honda lutaram arduamente durante as 28 voltas da corrida sob condições muito difíceis de 62% de humidade. Lorenzo assumiu a liderança de início depois de partir da primeira linha da grelha, com Stoner e Pedrosa a seguirem-lo de perto. O australiano manteve a diferença para Lorenzo abaixo dos três décimos de segundo durante as primeiras dez voltas, mas depois viu-se traído pela fadiga e não mais conseguiu igualar o ritmo de Lorenzo, que se foi isolando na frente de forma gradual. Stoner tentou manter a distância para o terceiro classificado Pedrosa, mas não conseguiu defender-se dos ataques do companheiro de equipa que o passou à 22ª volta.

Andrea Dovizioso viu-se envolvido em dura batalha pelo quarto posto com Simoncelli e Spies. Após grande partida o italiano saltou de sexto para quarto na primeira curva, mas foi depois passado por Simoncelli à sétima passagem pela meta. Ele manteve Spies atrás de si durante toda a corrida e na 25ª volta conseguiu passar Simoncelli para assumir o quarto posto. Contudo, na última volta Simoncelli recuperou a quarta posição e Dovizioso teve de se contentar com o quinto posto.

Os pilotos vão agora desfrutar de uma semana de descanso antes de rumarem a Aragón para a 14ª Jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011, prova que se disputa a 18 de Setembro.

Casey Stoner:

Dani Pedrosa:

"Estou um pouco desapontado com a corrida porque a moto não estava tão boa como nos treinos. Queríamos fazer uma mudança à suspensão para a melhorar um pouco, mas tivemos o resultado oposto, acontece. Desde a primeira volta vi que não podia manter o ritmo do Jorge e do Casey, no início a moto estava a fechar a frente e depois e fugir de traseira. A segunda parte da corrida foi boa, o Jorge fez uma corrida perfeita hoje, mas eu consegui melhorar os meus tempos e apanhar o Casey. Ultrapassei-o e mantive o meu andamento para terminar em segundo como na semana passada, o que não é nada mau. Hoje tivemos sorte porque as temperaturas estiveram mais baixas que ontem e a chuva acabou por não cair. Foram duas corridas muito exigentes num espaço de oito dias e esta é capaz de ser uma das alturas mais duras da época; o circuito é exigente, com muitas travagens fortes e voltou a estar muito calor e foi difícil recuperar o jet lag e fadiga de Indy. Espero ter mais descanso para estar mais forte para Aragón.

Andrea Dovizioso:

“Foi uma corrida dura, tive de puxar forte e rodar de forma agressiva e tivemos de reduzir muito a potência devido a problemas de consumo de combustível. Tivemos este problema durante todo o fim-de-semana, mas no warm up recebi as más notícias de que tínhamos de cortar ainda mais potência. Isto não tem sido grande problema este ano, na verdade nunca se deu o caso de não conseguir igualar o Simoncelli em aceleração. Isto tem a ver com o estilo de pilotagem e afinação da electrónica, especialmente da travagem de motor. Sabia que com este corte de potência seria impossível lutar pelo pódio, pelo que afectou a minha motivação. Tivemos uma boa luta com o Marco e o Spies e desta vez, pela primeira vez nesta época, o Marco venceu-me, pelo que está de parabéns. Foi uma boa batalha, mas o nosso objectivo era somar pontos ao Lorenzo e não o conseguimos fazer. Ainda estamos em terceiro no Campeonato, o que é o mais importante; estamos confiantes e vamos continuar a trabalhar.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda.

Tags:
MotoGP, 2011, GP APEROL DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Casey Stoner, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›