Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner e Lorenzo preparados para batalha de Aragón

Stoner e Lorenzo preparados para batalha de Aragón

Héctor Barberá, Jorge Lorenzo, Casey Stoner, Valentino Rossi e Álvaro Bautista estiveram presentes na conferência de imprensa oficial de quinta-feira que antecede o Grande Prémio de Aragón.

Depois de uma semana de pausa para recuperar das rondas consecutivas em Indianápolis e Misano, os pilotos de MotoGP estão preparados para a jornada 14 do Campeonato, o Grande Prémio de Aragón, que se irá realizar este fim-de-semana no impressionante circuito MotorLand, no nordeste de Espanha.

Casey Stoner pode ter visto a sua vantagem na liderança do Campeonato ficar mais curta em nove pontos depois da corrida em Misano, onde ficou na terceira posição e o seu adversário directo Jorge Lorenzo em primeiro. Mas, o piloto da Repsol Honda ainda continua a ter uma vantagem de 35 pontos para o atual Campeão do Mundo, à entrada para a corrida deste fim-de-semana. Contudo, Stoner sabe que a liderança na tabela da classificação poderá ser ameaçada, quando ainda faltam cinco corridas para o final do Campeonato.

“Ainda vai ser muito apertado. Cada vez que falamos sobre o Campeonato eu digo que o Jorge não vai desistir de maneira nenhuma, ele irá somar cada ponto que conseguir”, disse o australiano, que venceu a corrida de Aragón no ano passado na estreia do MotoGP naquele circuito. “Temos de estar outra vez a postos para este fim-de-semana, no último tínhamos capacidade de defrontar o Jorge e fiquei desiludido por não ter conseguido. Este fim-de-semana sinto-me muito melhor e mais forte e estou preparado”.

Uma semana de pausa para descansar e treinar devolveu a confiança a Stoner, que acrescentou: “Foi bom ter uma pequena pausa depois da corrida de Misano. O ano passado tivemos aqui um bom fim-de-semana e espero conseguir pôr a Honda a funcionar um bocadinho mais depressa do que temos feito noutras pistas este ano. Parece que vai estar calor, por isso penso que vamos ter muito trabalho pela frente”.

O piloto da Yamaha Factory Racing Lorenzo também se mostrou muito confiante, depois de ter alcançado a terceira vitória da temporada e, apesar da vantagem de Stoner continuar a ser considerável, o espanhol permanece focado.

“Misano foi um triunfo fantástico para nós e muito importante e vamos começar aqui com a mesma disposição”, comentou o Campeão do Mundo, cuja vitória em Misano foi o 38º triunfo da carreira. “Aragón é uma pista muito moderna e com muitas condições e é bom estar aqui, onde as pessoas são tão calorosas”.

Lorenzo acrescentou ainda: “O Campeonato está a ser difícil desde o início da temporada ou mesmo da pré-temporada, mas sempre soubemos que iria ser assim. Cometemos alguns erros, tivemos vitórias fantásticas e fomos muito consistentes, à parte das quedas, e agora estamos 35 pontos atrás do Casey. Não é fácil lutar contra ele, mas vamos tentar e penso que temos boas perspectivas e vamos lutar”.

A época de 2011 continua a trazer muitos desafios para Valentino Rossi e para a equipa da Ducati Team, mas o italiano nove vezes Campeão do Mundo encara a aproximação do fim-de-semana com um entusiasmo renovado. O teste em Mugello na semana passada com a máquina da Ducati para 2012 deu a Rossi algumas luzes sobre o que pode esperar para a próxima época e ele falou sobre alguns aspectos do desenvolvimento da mota.

“Experimentámos algo de diferente na mota para melhorar a frente. Fui um pouco mais rápido que da última vez, mas especialmente a sensação é muito boa. Por isso, estou ansioso”.

Questionado sobre a possibilidade de ser introduzido uma estrutura de alumínio na próxima temporada, como se tem especulado, Rossi explicou: “Não é uma estrutura. A filosofia da Ducati continua a ser a mesma. A parte da frente da mota é um pouco diferente e é em alumínio e não em fibra de carbono com era antigamente. Temos de trabalhar, tentar perceber e com o alumínio precisamos de muito menos tempo do que com o carbono. É apenas o primeiro passo, vamos continuar a trabalhar e vamos tentar regressar e lutar pelas posições da frente”.

Rossi também confirmou a sua presença no próximo mês no Grande Prémio do Japão, depois de ter adiando a decisão. “Vou à corrida do Japão. Todos os testes são negativos, parece muito seguro, por isso, sim, vou fazer a corrida em Motegi”, anunciou.

Os espanhóis Héctor Barberá (Mapfre Aspar) e Álvaro Bautista (Rizla Suzuki) também estiveram presentes e estarão entre aqueles que vão lutar por um bom resultado em frente ao seu público caseiro.

“Esta é uma corrida em casa muito importante e, claro, que quero que corra bem”, disse Barberá, que também falou sobre a expectativa de continuar com a Aspar na próxima temporada. “Neste momento o meu empresário está a falar com a equipa, quero continuar com esta equipa, mas ainda não sei. Quero continuar com a Aspar porque durante dois anos trabalhámos juntos e a equipa esforçou-se muito por mim”.

Bautista continua a estar confiante e na expectativa pela GSV-R e declarou: “A mota agora está muito mais competitiva, tenho mais confiança nela e posso rodar como quero. De certeza que a nossa mota não é como uma Honda ou uma Yamaha, estamos um ou dois passos atrás, mas estamos a trabalhar muito e espero que o nosso ritmo seja muito bom nas últimas corridas”.

Relativamente ao seu próximo ano, que ainda está dependente da decisão da Suzuki em correr com uma mota de 1000cc, Bautista adiantou: “Tenho algumas propostas, mas sinto-me muito bem na Suzuki, estamos a trabalhar muito bem juntos, por isso vou esperar por eles. Definitivamente gostaria de correr numa mota de 1000cc no próximo ano”.

Tags:
MotoGP, 2011, GRAN PREMIO DE ARAGÓN

Outras actualizações que o podem interessar ›