Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Repsol Honda Team a caminho de casa para GP do Japão

Repsol Honda Team a caminho de casa para GP do Japão

Este fim-de-semana o Grande Prémio do Japão vai marcar, tal como em 2010, o início do último capítulo do Campeonato do Mundo de MotoGP que levará depois os pilotos e equipas à Austrália, Malásia e, finalmente, a Valência.

O circuito de Motegi vai receber a família do Campeonato do Mundo com Casey Stoner na frente da classificação com uma vantagem de 44 pontos sobre Jorge Lorenzo. O companheiro de equipa na Repsol Honda, Andrea Dovizioso, está em terceiro enquanto Dani Pedrosa está a 15 pontos de distância em quarto.

Casey Stoner soma já oito vitória e 13 pódios nas 14 corridas já disputadas numa altura em que se prepara para voltar a correr na pista onde ganhou no ano passado, desta feita sob as cores da Honda no GP caseiro da marca.

Dani Pedrosa, apesar dos problemas físicos, conta com um total de duas vitórias e oito pódios em 11 corridas disputadas. Pedrosa já esteve no pódio de Motegi por cinco vezes ao longo da carreira.

Motegi é também um traçado onde Dovizioso espera voltar a brilhar depois de no ano passado ter assinado a sua primeira pole na categoria rainha e de ter terminado em segundo depois de ter efectuado uma das suas melhores provas no MotoGP.

A HRC vai contar com fantástico alinhamento em Motegi com o objectivo de levar coragem e apoio à zona Este do Japão. Além dos pilotos que alinham em todas as rondas do Campeonato (Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso e Casey Stoner, pela Repsol Honda Team; Marco Simoncelli e Hiroshi Aoyama, pela Gresini Team, e Toni Elías pela LCR Team), os pilotos de testes da HRC Shinishi Ito e Kosuku Akiyoshi vão também alinhar na prova de Motegi. Ito será wild card pela HRC Team, enquanto Akiyoshi vai correr ao lado de Elías na LCR.

Casey Stoner:
"Motegi é um circuito muito diferente, de certa forma parecido com Le Mans e do tipo ‘stop-start’, quase como uma pista de Karting, mas de forma geral é mais divertido que outros traçados que visitamos. Tem muitas travagens fortes, muitas acelerações fortes, é muito duro com o corpo e fisicamente exigente. Se falharmos os pontos de travagem é fácil alargar a trajectória e será importante acertar na afinação da moto. Como em Aragón, vamos tentar ganhar. Fizemos uma corrida fantástica no ano passado, talvez uma das minhas melhores, e será divertido correr em Motegi com a Honda e ver como a moto se porta no circuito.”

Andrea Dovizioso:
"Vamos para o Japão concentrados no regresso ao pódio, é o nosso objectivo. Este ano chegamos ao GP do Japão na mesma posição que no ano passado – vindos de uma queda e zero pontos, mas estou determinado em converter esta desilusão em motivação extra. Na época passada tivemos uma corrida fantástica e quase ganhámos, pelo que acredito que posso repetir uma grande prestação em Motegi, um circuito de que gosto e onde já estive no pódio nas três categorias. No que toca às características da pista, o Twin Ring Motegi tem muitas zonas de aceleração, pelo que é favorável à RC212V, o que nos permite tirar bom partido dos pontos fortes da nossa máquina.

Dani Pedrosa:
"Motegi é uma das minhas pistas preferidas, não apenas pelo desenho do traçado, mas também pela atmosfera; rodo sempre bem nesta pista e sinto muito apoio dos fãs nipónicos e penso que este ano vai ser ainda mais especial para eles. É claro, no ano passado tive muitas dificuldades devido à minha lesão, mas quero concentrar-me na pilotagem e desfrutar do GP. Vou para lá com a mesma abordagem que tive às últimas corridas: tentar dar o melhor em todas as sessões. Já venci nesta pista nas 125cc e nas 250cc, mas ainda não o consegui no MotoGP, pelo que é uma motivação extra. Gosto de correr em Motegi e em conjunto com a minha equipa vamos dar o máximo para uma boa prestação.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda.

Tags:
MotoGP, 2011, GRAND PRIX OF JAPAN, Dani Pedrosa, Casey Stoner, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›