Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Lorenzo no pódio por entre emoções do GP do Japão

O Campeão do Mundo Jorge Lorenzo apresentou mais uma excelente prestação para reclamar o segundo posto do pódio este domingo no GP do Japão.

A corrida revelou-se cheia de acção, com muitos dramas e vários pilotos a serem penalizados com passagens pela via de boxes e com o líder do Campeonato Casey Stoner a sofrer uma saída de pista, o que resultou na perda de várias posições. Após o incidente Lorenzo deu tudo para ir atrás daquele que tinha sido promovido à primeira posição, Dani Pedrosa, mantendo depois o segundo posto até à bandeira de xadrez. O resultado reduziu a diferença para Stoner para 40 pontos quando ficam a faltar três corridas.

Depois de se ter debatido com uma intoxicação alimentar, Ben Spies recuperou e largou para a corrida de hoje em excelente forma. Rápido à partida, o americano estava atrás do companheiro de equipa Jorge Lorenzo à entrada para a Curva 3, na primeira volta, quando foi tocado, por trás, por Valentino Rossi. O texano saiu de pista, mas conseguiu regressar à corrida em último. Os adeptos nipónicos foram premiados com uma excelente recuperação por parte de Spies, com o americano a escalar ao longo do pelotão para terminar num incrível sexto lugar após ter apresentado tempos consistentes no segundo 46, o equivalente aos homens da frente. O resultado deixa-o com 156 pontos, 17 mais que Rossi antes de rumarem a Phillip Island dentro de duas semanas.

Jorge Lorenzo, 2º:
“Não esperava uma corrida tão estranha, o Casey a sair e o Dovi com uma penalização. Pensei que era possível lutar com o Dani, mas ele foi melhorando de forma gradual, penso que ele esteve inspirado hoje e com um nível de pilotagem muito forte. Ele decidiu a vitória e não o consegui seguir. Vencer agora é quase impossível, as possibilidades são muito reduzidas! Um grande obrigado à minha equipa que trabalhou muito neste fim-de-semana para tornar a minha moto competitiva e obrigado a todos os adeptos japoneses que nos apoiaram.”

Ben Spies, 6º:
“Foi corrida agridoce, fiz uma grande partida e a moto estava mesmo muito boa. Estava em excelente posição à saída da Curva 3, mesmo atrás do Dovi, quando me bateram por trás. Uma das minhas mãos salto do guiador e não tive muito controlo ao entrar na gravilha. Tentei abrandar a moto o máximo que pude antes de cair. Quando voltei à pista sabia que ia ter alguns tipos lentos, pelo que poderíamos conquistar alguns pontos. Concentrei-me e dei tudo para escalar entre os dez primeiros. Os tempos por volta foram bons e conseguimos um bom resultado tendo em conta tudo o que se passou. Foi uma pena porque penso que se tivesse apanhado a pista limpa podia ter rodado no segundo 46 durante toda a corrida e lutado pelo pódio. As corridas são assim, não é agradável, mas pronto. Não vou culpar ninguém, foi azar, vamos seguir em frente.”

Comunicado de imprensa Yamaha Factory Racing.

Tags:
MotoGP, 2011, Ben Spies, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›