Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Os números do Iveco Grande Prémio da Austrália

Factos e estatísticas interessantes sobre a 16ª Jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP.

985,5 – Após o segundo lugar no Grande Prémio do Japão o total de pontos da carreira de Nico Terol é de 985,5 pontos. Um pódio no Grande Prémio da Austrália faria dele o sexto piloto a atingir a marca de 1.000 pontos na carreira na categoria de 125cc. Os outros pilotos que atingiram esta marca são: Noboru Ueda, Kazuto Sakata, Angel Nieto, Fausto Gresini e Jorge Martinez.

400 – A vitória de Dani Pedrosa no Japão foi o 400º triunfo por parte de pilotos espanhóis em Grandes Prémios em todas as classes a solo. Espanha é a segunda nação a atingir esta marca; a outra nação é Itália com 733 vitórias em GPs.

97 – A vitória de Dani Pedrosa no Japão foi o seu 97º pódio em Grandes Prémios, todos eles aos comandos de máquinas Honda. Trata-se de apenas menos um pódio que Jim Redman, que é actualmente o piloto com maior número de pódios aos comandos de uma Honda.

61 – A Honda chega ao GP da Austrália com uma margem de 61 pontos na classificação do Campeonato de Construtores de MotoGP. Se algum piloto Honda terminar no pódio em Phillip Island a marca garante a conquista do primeiro ceptro de construtores desde 2006.

57 – O terceiro lugar de Casey Stoner no Japão foi o 57º pódio dos australiano na classe de MotoGP. Mais um pódio e Stoner iguala Max Biaggi em sexto na tabela de maior número de pódios da categoria rainha de todos os tempos. Apenas seis pilotos contam com mais pódios que Biaggi: Valentino Rossi, Mick Doohan, Giacomo Agostini, Eddie Lawson e Wayne Rainey.

50 anos – No dia de qualificação do Grande Prémio da Austrália passam 50 anos sobre o dia em que Tom Phillis rodou com uma Honda rumo ao triunfo na corrida de 125cc do Grande Prémio da Argentina de 1961, conquistando o título mundial pelo caminho e tornando-se no primeiro piloto a vencer o ceptro de 125cc com uma máquina nipónica.

26 – O líder do Campeonato de MotoGP Casey Stoner celebra o 26º aniversário no dia da corrida no Grande Prémio caseiro.

14 – A vitória de Johann Zarco no Grande Prémio do Japão foi a primeira para a Derbi desde que Márquez venceu em Portugal no ano passado. A vitória terminou uma sequência de 14 triunfos consecutivos para a Aprilia, a mais longa sequência de triunfos seguidos da marca italiana nas 125cc.

13 – Casey Stoner terminou no pódio nas últimas 13 corridas de MotoGP. Nos 63 anos de história do Campeonato do Mundo apenas quatro pilotos terminaram no pódio mais 13 vezes consecutivas na categoria rainha: Valentino Rossi, Giacomo Agostini, Mick Doohan e Wayne Rainey.

10 – No Grande Prémio do Japão Casey Stoner somou a décima pole do ano. Apenas um piloto registou mais que dez poles numa época da categoria rainha – Mick Doohan partiu da primeira posição da grelha na classe de 500cc por 12 vezes na temporada de 1997.

7 – Marc Marquez e Stefan Bradl contam já com sete poles cada um. Estes dois pilotos partilharam todas as poles de Moto2 até ao momento em 2011.

6 – Em Motegi Johann Zarco tornou-se no sexto gaulês a vencer um Grande Prémio de 125cc, juntando-se a: Arnaud Vincent, Guy Bertin, Mike di Meglio, Jean Aureal e Jean-Claude Selini.

4 – Phillip Island é um de apenas quatro dos actuais circuitos onde Rossi não venceu na era das 800cc de MotoGP. Os outros são: Silverstone, Aragon e Valencia.

4 – Casey Stoner venceu na Austrália nos últimos quatro anos. Uma vitória neste ano igualaria o recorde de Rossi de cinco triunfos consecutivos na Austrália de 2001 a 2005.

3 – Phillip Island é um de apenas três dos actuais traçados do Campeonato onde a Honda não venceu na categoria de MotoGP durante a era de 800cc. Os outros são Assen e Sepang.

2 – Phillip Island é um de apenas dois dos actuais circuitos do calendário de MotoGP onde a Yamaha não venceu durante a era das 800cc. O outro é Aragón.

Tags:
MotoGP, 2011

Outras actualizações que o podem interessar ›