Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner vence Campeonato do Mundo em pódio Honda

Stoner vence Campeonato do Mundo em pódio Honda

Casey Stoner, da Repsol Honda, conquistou o Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011 com soberba vitória no Grande Prémio da Austrália, perante 43.880 espectadores que festejaram enquanto rodava rumo ao nono triunfo da época e ao primeiro ceptro Mundial da Honda na era dos 800cc.

Andrea Dovizioso, terceiro, voltou ao pódio pela primeira vez desde Brno, e Dani Pedrosa, quarto, ficou de fora dos três primeiros depois de quatro pódios consecutivos. A Honda ocupou os quatro primerios em Phillip Island, com Stoner, Simoncelli, Dovizioso e Pedrosa.

Com Jorge Lorenzo fora da corrida devido à lesão contraída no warm up desta manhã, Stoner necessitava apenas de dez pontos para se coroado Campeão, mas manteve-se leal ao seu estilo e assegurou a quinta vitória consecutiva em Phillip Island praticamente ao cabo das primeiras sete voltas, depois de se isolar do pelotão e garantir uma vantagem que chegou a ser de sete segundos.

Com o domínio de Stoner na frente, as emoções ficaram a cargo do grupo de Simoncelli, Dovizioso e Pedrosa no que foi uma animada luta pelas restantes posições do pódio até a chuva marcar presença a quatro voltas do final. Nessa altura Andrea tinha uma vantagem de três segundos sobre Dani e apanhou Simoncelli, com quem se degladiou pelo segundo posto até à última volta.

A Honda conquistou hoje também o seu 60º Campeonato do Mundo de Construtores e com o título de Pilotos nas mãos de Stoner vê os seus dois outros pilotos Andrea Dovizioso e Dani Pedrosa lutarem pelo terceiro posto no Campeonato. O italiano mantém a terceira posição, agora com quatro pontos de vantagem sobre Dani, que é quarto.

Casey Stoner:
"Creio que ninguém podia planear as coisas de forma a que corressem melhor do que correram hoje! A corrida foi incrivelmente difícil, as condições estavam muito duras. Consegui construir uma vantagem no início assim que vi que vinha chuva, mas não tinha certeza se se confirmaria. Basicamente rodei contra uma parede de chuva, não houve qualquer tipo de aviso na zona oposta do circuito e quando entrei para a última curva foi quando a chuva caiu em força. Quase perdi o controlo e pensei mesmo que ia acabar na gravilha. Consegui manter o controlo e gerir a vantagem e felizmente levei a moto até ao final para vencer, mas foi um pouco enervante. Tenho muita pena pelo acidente do Jorge esta manhã, ele é um grande rival e creio que se ele tivesse corrido hoje aqui as coisas talvez não se desenrolassem como desenrolaram. Espero que a operação dele corra bem e que esteja de regresso assim que se sinta em forma. Não tenho como agradecer a todos, à minha equipa, à Repsol, a todos os nossos patrocinadores, a todos os que trabalharam tão arduamente durante todo o ano, obrigado!"

Andrea Dovizioso:
"Foi uma corrida difícil, como esperávamos. Esta pista é muito traiçoeira, tal como as condições climatéricas. Regressar ao pódio e terminar à frente do Dani aqui em Phillip Island é um resultado muito bom para nós e vai ao encontro do objectivo que tínhamos antes de aqui chegarmos. Penso que podíamos ter terminado em segundo, mas quando o Dani me ultrapassou a meio da corrida perdemos o contacto com o Simoncelli e depois recuperei a posição quando começou a chover, mas na última volta não tinha aderência suficiente para dar o máximo nas últimas curvas. Seja como for, ainda estamos a lutar pelo terceiro posto no Campeonato e estou certo que o Dani vai estar forte nas últimas duas corridas, mas vamos dar tudo até ao final. O Casey fez uma época fantástica, é o piloto mais rápido neste momento, pelo que está de parabéns pelo título."

Dani Pedrosa:
"Foi um dia muito duro, não me senti confortável ao longo de todo o fim-de-semana e a corrida também não começou da melhor forma. Tive um problema com o vento no início, quase perdi o equilíbrio e tive de colocar o pé esquerdo no chão ao mesmo tempo que as luzes vermelhas se apagaram, pelo que fiz má partida. As primeiras voltas não foram muito boas, depois recuperei um pouco, passei o Andrea e lutei com ele, mas o pneu frontal estava acabado quando chegámos às últimas voltas. Quando tentei isolar-me comecei a perder a frente, pelo que não o consegui manter atrás de mim e depois começou a chover. Não foi um bom fim-de-semana para mim. Quero dar os parabéns ao Casey pelo título, ele tem sido o mais forte esta época, sempre no pódio, sem erros, pelo que o merece."

Shuhei Nakamoto – Vice-Presidente Executivo da HRC:
"A sensação é, claramente, de grande felicidade. Hoje posso relaxar um pouco, porque tenho acordado quase todas as noites a pensar em alguma coisa, a escrever uma nota para não me esquecer de verificar algo... Esta é a minha primeira reacção após a corrida! Quero agradecer a toda a Honda e patrocinadores pelo apoio e em especial à equipa da Repsol Honda, a todos eles! Um grande muito obrigado a todos os nossos pilotos Honda que puxaram uns pelos outros durante esta época e atingiram grandes resultados. Depois, é claro, quero agradecer ao Casey Stoner. Ele fez um trabalho fantástico desde o primeiro dia que rodou com a RC212V e isso traz grande entusiasmo a todos na HRC. Esta noite vamos celebrar, mas a partir de amanhã de manhã vamos voltar a trabalhar outra vez para terminarmos esta época no topo, com o Campeonato de Equipas e a prepararmos no novo desafio de 2012 com a 1000cc."

Comunicado de imprensa Repsol Honda.

Tags:
MotoGP, 2011, IVECO AUSTRALIAN GRAND PRIX, Dani Pedrosa, Casey Stoner, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›