Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bautista apanhado pelo tempo imprevisível de Phillip Island

Álvaro Bautista, da Rizla Suzuki, caiu e desistiu do Iveco Grande Prémio da Austrália durante a repentina chuva forte e logo numa altura em que parecia certo que ia conquistar o seu melhor resultado da época no seco.

Vindo de terceiro da grelha devido à desistência de Jorge Lorenzo em consequência da lesão contraída em queda no warm up, Bautista viu-se desde logo envolvido na luta pelo pódio. O espanhol entrou na luta com Nicky Hayden que custou tempo a ambos e quando Bautista passou o americano Valentino Rossi já os tinha apanhado para iniciar uma luta a três. Rossi tentou passar Bautista, mas caiu, com o piloto da Suzuki a evitar o contacto. Bautista isolou-se de Hayden e parecia estar no caminho certo para assinar o seu melhor resultado do ano no seco, um quinto posto, mas com o passar das voltas uma breve e forte chuvada assolou a pista, o que levou o jovem de 26 anos a cair nas últimas quatro voltas. Ele não se lesionou, mas ficou desapontado por perder a oportunidade.

A Rizla Suzuki ruma agora directamente para a Malásia para a penúltima jornada da época onde Bautista vai contar com a companhia do wild card John Hopkins na pista de Sepang.

Álvaro Bautista, Rizla Suzuki
“Foi bom, mas o final da corrida foi desapontante. Não começámos muito bem, mas estava com o grupo da frente e perto da luta pelo pódio. Ao cabo de algumas voltas, quando os pneus começaram a perder aderência, comecei a lutar com o Nicky e perdemos muito tempo para os outros. Depois de me isolar do Nicky tentei concentrar-me para tirar o maior partido do pneu usado e fazer o meu melhor. Só tinha de terminar a corrida e conquistar um quinto posto, o que teria sido um bom resultado. Mas as condições estavam difíceis porque choveu em algumas partes da pista durante toda a corrida e cada volta era diferente da anterior. Na Curva 10 vi algumas gotas de água na viseira e antes de poder sequer pensar em reagir estava no chão. O piso estava muito molhado e não havia nada que pudesse fazer! Tenho pena por toda a equipa porque fizeram um trabalho fantástico durante todo o fim-de-semana e começámos na primeira linha pela primeira vez este ano, eles mereciam algo por este fim-de-semana. Agora estamos de olhos na próxima corrida e queremos levar todos os aspectos positivos para a Malásia e estou certo que nos podemos dar bem lá.”

Tags:
MotoGP, 2011, Alvaro Bautista, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›