Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Vitória para Lüthi na Malásia

Vitória para Lüthi na Malásia

Thomas Lüthi assinou a primeira vitoria de Moto2 num Shell Advance Grane Prémio de Motociclismo da Malásia marcado por bandeira vermelha. Stefan Bradl e Pol Espargaró foram os outros homens do pódio.

O piloto da Interwetten Paddock Moto2 partiu da pole, à frente de Bradl (Viessmann Kiefer Racing) e do homem do segundo posto da Yuki Takahashi (Gresini Racing) para entrarem na primeira curva do Circuito Internacional de Sepang. Mas Bradl tinha de vencer para conquistar o título no GP da Malásia dada a ausência do rival Marc Márquez (CatalunyaCaixa Repsol) na sequência da queda sofrida no início do fim-de-semana e que o deixou inapto para correr.

O germânico parecia estar no bom caminho para isso mesmo já que ele e Márquez foram os únicos a vencer as corridas disputadas até agora na categoria intermédia, excepto uma. Bradl assumiu a liderança na primeira volta deixando Lüthi a lutar pela segunda posição com os irmãos Espargaró, Aleix (Pons HP 40) e Pol (HP Tuenti Speed Up), enquanto Takahashi saía de pista.

Bradl estava no caminho para a vitória, garantindo um segundo de vantagem a meio da corrida, mas o suíço acabou por apanhar e pressionar o líder do Campeonato apenas a três voltas do final, assumindo a liderança momentos antes de ser mostrada a bandeira vermelha devido a queda de Axel Pons (Pons HP 40), o que levou ao final da corrida com Bradl em segundo e a ter de lutar uma vez mais com Márquez na última corrida da época.

Pol Espargaró (HP Tuenti Speed Up) cruzou a meta para reclamar o segundo pódio da época, à frente de Alex de Angelis (JiR Moto2), que fez brilhante ultrapassagem a Mika Kallio (Marc VDS Racing) e Michele Pirro (Gresini Racing Moto2) para terminar em quarto, enquanto Dominique Aegerter (Technomag-CIP) era quinto antes da bandeira vermelha.

Kallio e Pirro terminaram em sexto e sétimo, à frente de Aleix Espargaró, que caiu de quarto para oitavo. Andrea Iannone (Speed Master) foi nono, com Scott Redding (Marc VDS Racing) a completar a lista dos dez primeiros.

Dez pilotos não terminaram a corrida devido a quedas ou desistências, incluindo Claudio Corti (Italtrans Racing) e Simone Corsi (Ioda Racing Project) que tiveram espectacular colisão a meio da corrida, e Yonny Hernández (Blusens-STX) que foi desclassificado. Axel Pons estava consciente, mas foi levado para o centro médico para exames.

Tags:
Moto2, 2011, SHELL ADVANCE MALAYSIAN MOTORCYCLE GRAND PRIX, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›