Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Márquez: "Melhorei muito, mas não o bastante para rodar com a moto"

Márquez: 'Melhorei muito, mas não o bastante para rodar com a moto'

A estrela do Team CatalunyaCaixa Repsol, Marc Márquez, está desejoso por alinhar na última corrida do ano no circuito Ricardo Tormo, mas reconhece que pode ser quase impossível fazê-lo.

Marc Márquez está relutante em desistir da luta pelo Campeonato do Mundo de Moto2 de 2012 apesar de ainda se estar a debater com problemas de visão no olho esquerdo, a mesma lesão que o impediu de alinha na grelha há duas semanas na Malásia. Apesar do mais provável ser não correr no domingo, o piloto da CatalunyaCaixa Repsol ainda não colocou a possibilidade de parte.





Márquez e o director desportivo Emilio Alzamora estiveram presentes na sexta-feira de manhã antes do anúncio à imprensa das melhorias do piloto que, contudo, não são as bastantes para garantirem a sua presença na grelha no domingo e agora espera-se uma decisão final no sábado.





“Nos últimos dias melhorei muito, mas não o bastante para correr com uma moto. A única coisa que quero é ir para a minha moto, mas se vejo a dobrar não é possível. Rodar rápido numa moto requer uma visão muito clara e se vemos a dobrar, se temos algum tipo de distorção na imagem não o podemos fazer,” disse Márquez antes de declarar: “Quero esperar até amanhã de manhã para ver se melhoro. Não sei se é possível e se não houve grande melhoria será mais seguro não correr.”





Márquez chegou a Valência com 23 pontos de atraso para Stefan Bradl, pelo que se o espanhol vencesse a corrida e o germânico terminasse, no máximo, em 14º serie o Campeão do Mundo de Moto2. Mesmo com a possibilidade remota de tal acontecer o jovem de 18 anos ainda considera que é uma pena falhar a última corrida da sua fenomenal época de estreia na Moto2.





“Seria uma grande pena não fazer esta corrida, especialmente depois da forma como decorreu o Campeonato, como melhorámos ao longo da época, mas por vezes este tipo de coisas acontece, não podemos fazer nada com uma lesão e se o problema nos afecta a visão é ainda pior, é muito mais delicado e temos de recuperar totalmente,” concluiu Márquez.





O director desportivo Alzamora explicou a decisão de esperar até ao último minuto dizendo: “O exame médico na Clínica Dexeus com o Dr. Mir e a sua equipa de especialistas foi muito claro ao dizer que o Marc necessita de recuperação mais longa, cerca de mais duas ou três semanas. O que aconteceu é que um dos médicos disse que, em alguns casos, este processo de recuperação pode ser acelerado, pelo que, por respeito pelo Marc e pela grande época que fez, queremos deixar a porta aberta, se bem que a equipa compreende que é praticamente impossível,” concluiu.

Tags:
Moto2, 2011, GRAN PREMIO GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA, Marc Marquez, Team CatalunyaCaixa Repsol

Outras actualizações que o podem interessar ›