Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Nico Terol – Campeão do Mundo de 125cc de 2011

Nico Terol – Campeão do Mundo de 125cc de 2011

Nico Terol deixou o nome na história como o último Campeão do Mundo de 125cc ao arrebatar o ceptro de 2011, seguindo as pegadas dos compatriotas Julián Simón e Marc Márquez, que precederam o jovem de 23 anos de Alcoy no que foi um forte domínio espanhol nos últimos anos da categoria.

Terol estreou-se nos Grandes Prémios em 2004 como substituto do então lesionado Mike di Meglio na última ronda do ano das 125cc em Valência; o jovem terminou o Campeonato nacional em quarto e na época seguinte, em 2005, levou a cabo a primeira temporada completa nos Grandes Prémios aos comandos de uma Derbi.

Um promissor ano de 2006 viu Terol apresentar forte segunda metade da época, terminando com regularidade nos dez primeiros, mas os progressos no ano seguinte foram algo afectados já que não conseguiu melhorar a posição final no Campeonato.

A mudança para a Aprilia em 2008 revelou-se catalisadora do talento de Terol e com rapidez. O primeiro pódio num Grande Prémio, em Jerez, não tardou a ser seguido da primeira vitória – em Indianápolis – e o espanhol terminou o ano com impressionante quinto posto da geral.

Seguiram-se mais progressos em 2009, com Terol a terminar a época em terceiro e a forma que apresentou valeu-lhe um lugar com a formação Aspar para a campanha de 2010, onde mostrou as credenciais necessárias para se sagrar Campeão. Três vitórias e um total de 14 pódios foram apenas superados pela impressionante prestação do que se sagraria Campeão do Mundo, Márquez, atrás de quem Terol terminou a 14 pontos de distância. A época de Terol também foi marcada por lesão; ele sofreu queda e desistiu no GP da Catalunha e lesionou-se nas costas, falhando a corrida seguinte na Alemanha enquanto recuperava.

Apontado como o homem a bater em 2011, Terol marcou o ritmo desde o início ao triunfar em cinco das primeiras sete jornadas, confirmando de forma clara as suspeitas da pré-época que o apontavam como favorito ao ceptro. Uma lesão impediu-o de participar na corrida de Assen e um problema técnico em Brno apresentaram-se como motivos de preocupação a meio da época, mas a qualidade de Terol foi sublinhada ao recuperar da desilusão na República Checa com três vitórias consecutivas.

Pressionado até á última jornada da época pelo rival Johann Zarco, Terol conquistou o seu primeiro título de Campeão do Mundo perante o seu público no GP de Valência com o segundo posto, dando por concluído mais um ilustre capítulo na história dos Grandes Prémios, não fosse a classe de 125cc ser convertida na nova categoria de Moto3 em 2012.

Tags:
125cc, 2011, GRAN PREMIO GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA, Nicolas Terol, Bankia Aspar Team 125cc

Outras actualizações que o podem interessar ›