Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pilotos da Bankia Aspar entre os mais rápidos da Moto3™

Alberto Moncayo e Hector Faubel apresentaram progressos significativos nos três dias de testes de Moto3™ na semana passada em Jerez.

Muita foi a informação recolhida pelas formações de Moto3™ nos três dias de testes que terminaram no sábado em Jerez. As equipas vão agora continuar o trabalho nas suas oficinas antes do próximo ensaio de pré-época, o denominado GP Zero que está marcado para 19 a 21 de Março no mesmo traçado do Sul de Espanha.

Alberto Moncayo teve um dia normal no sábado depois de ter perdido tempo de pista na sexta-feira devido a queda. O piloto de Cadiz quase nem deu por falta do dia, apresentando tempos similares aos de quinta-feira. Pelo meio-dia, uma pequena modificação no chassis permitiu-lhe rodar abaixo do segundo 48, confirmando-se assim como um dos mais rápidos do pelotão de Moto3.

O companheiro de equipa Hector Faubel estabeleceu-se como piloto a bater na nova categoria apesar de problema mecânico que o obrigou a alterar os planos de trabalho quando estava pronto para enfrentar o cronómetro. Mesmo assim, Faubel declarou-se contente com o trabalho realizado ao longo do teste.

Alberto Moncayo 1m47,90s (52 voltas):
"Parece que tudo voltou ao lugar depois da queda de ontem. Tive uma pequena dor de cabeça, mas não deixei de rodar e compensei o tempo perdido. Ainda temos muitas coisas para experimentar, mas este teste foi um grande passo em frente. Independentemente dos tempos por voltas, foi um bom ensaio e estou satisfeito com o ritmo que estabelecemos com pneus de corrida. Também estou contente por termos conseguido compensar o tempo perdido e por termos feito grandes progressos, pelo que espero continuar da mesma forma em Março, no próximo teste."

Hector Faubel 1m48,40s (58 voltas):
"Sinto-me um pouco desapontado porque hoje não conseguimos testar tudo o que queríamos. De forma geral o dia correu bem, mas quando estava prestes a fazer a melhor volta do dia tivemos um problema com a corrente que interrompeu os nossos planos. Voltámos à pista, mas a temperatura do piso já tinha baixado."

"Quero manter-me optimista e apesar de nestes últimos dois dias algumas coisas não terem corrido bem, a verdade é que testámos tudo o queríamos e vimos esta moto evoluir em todas as sessões. Agora temos de analisar a informação que temos e pensar no próximo teste em Março. Sinto que ainda temos muito espaço para melhorar, tanto em termos de chassis, como de motor, pelo que estou tranquilo."

Tags:
Moto3, 2012, Alberto Moncayo, Hector Faubel, Mapfre Aspar Team Moto3

Outras actualizações que o podem interessar ›