Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa e Stoner garantem duplo pódio à Repsol Honda

Pedrosa e Stoner garantem duplo pódio à Repsol Honda

Os companheiros de equipa avaliam as suas prestações depois de terem terminado em segundo e terceiro no Commercialbank Grande Prémio do Qatar.

Após emocionante corrida, decidida nas últimas três voltas, a Respol Honda Team deu início ao Campeonato do Mundo de MotoGP de 2012 com duplo pódio no circuito de Losail, com Dani Pedrosa em segundo e Casey Stoner em terceiro.

Stoner, que garantiu o 16º pódio consecutivo, logrou liderar a corrida a partir da terceira volta e depois de assinar o melhor tempo na quarta volta, abriu uma margem de dois segundos sobre Jorge Lorenzo e Pedrosa a dada altura da corrida.

Pedrosa levou a cabo uma das suas já tradicionais partidas canhão, vindo de sétimo para segundo na primeira curva e conseguiu igualar o ritmo de Stoner e Lorenzo nas primeiras voltas. Contudo, o actual Campeão do Mundo começou a debater-se com severos problemas de pressão no braço que acabaram por afectar a sua corrida e levá-lo a não rodar no máximo do seu potencial. A quatro voltas do final, Lorenzo passou Stoner, com Pedrosa a não demorar a fazer o mesmo para terminar em segundo com o australiano logo atrás.

Dani Pedrosa:
“Estou muito contente com este resultado porque consegui resolver os problemas que tivemos durante o fim-de-semana. Após uma boa pré-época chegámos aqui e tudo correu mal: tive gripe e febre, caí na sexta-feira e depois a qualificação foi um desastre... Por isso, é muito bom sair daqui com este pódio, mesmo estando um pouco triste porque podia ter ganho esta corrida se ela tivesse virado a meu favor durante um bocado. A equipa fez um trabalho fantástico e vimos as coisas muito diferentes depois do warm up; depois fiz uma partida perfeita que foi o momento chave da corrida e consegui manter-me com o Casey e o Jorge. No final, quando faltavam quatro voltas, tentei ir para a frente, mas o Lorenzo foi mais inteligente que eu e escolheu uma estratégia melhor. Passei-o, mas ele recuperou de imediato e o Casey também, depois fiquei atrás do Casey por uma volta e perdi o contacto com o Jorge. Seja como for, é um bom início de época e vamos tentar fazer melhor em Jerez.”

Casey Stoner:
“Não era esta a maneira como queria terminar o fim-de-semana de corrida, depois de FP3 e da Qualificação ia ser sempre complicado durante a corrida, mas no final os problemas surgiram nas áreas erradas. A moto estava a funcionar bem, tinha claramente o conjunto certo e o ritmo para liderar o pelotão, o que foi mesmo positivo. Contudo, sofri muito com pressão no braço. Depois de três ou quatro voltas piorou gradualmente, tentei criar alguma vantagem face ao Jorge e ao Dani e fazer o menor esforço possível para manter a margem e ganhar, mas com o continuar da corrida foi piorando cada vez mais e os músculos acabaram por não ter nada para dar. Não conseguia segurar o guiador como deve ser e isso tornou tudo muito mais difícil, o que tornou a corrida desapontante, mas muito promissora por muitos outros motivos técnicos.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda

Tags:
MotoGP, 2012, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR, Casey Stoner, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›