Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Cortese de olhos no pódio de Jerez

Cortese de olhos no pódio de Jerez

O germânico da Red Bull KTM Ajo passa em revista o cenário que tem pela frente em 2012 e com o início da nova categoria fala de Viñales, Fenati e da KTM, bem como do próximo compromisso competitivo em Jerez, dentro de uma semana.

Sandro Cortese diz estar pronto para o Gran Premio bwin de España, a primeira jornada europeia do Campeonato. Numa conversa telefónica com o motogp.com explicou as suas sensações antes da segunda prova do ano e as suas primeiras impressões sobre o início de 2012.

Pole e pódio no Qatar, mas talvez esperasses estar mais perto dos primeiros...

"Foi a única coisa de que não gostei na primeira corrida. Depois da pole, subir ao pódio foi fantástico, mas perder 18 segundos na corrida para o Viñales, cerca de um segundo por volta, me deixou bastante aborrecido. Mas trabalhámos na moto, encontrámos sempre alguma coisa para melhorar em cada um dos dias, pelo que estou confiante para as próximas corridas.”

Jerez é um circuito que se adapta melhor à tua pilotagem, ou é mais uma questão de desenvolvimento da moto?

"Para mim é mais uma questão de desenvolvimento da moto... as coisas mudam de equipa para equipa, dependendo de quem consegue a melhor afinação. Mas nesta categoria não se sabe exactamente como funciona; o Viñales pode não estar tão forte como em Losail e nos podemos estar muito mais rápidos que na primeira prova. É claro que o meu objectivo é voltar a estar no pódio e, porque não, lutar pela vitória se for possível.”

O Viñales é, sem dúvidas, um rival com o qual já se contava para a corrida ao título, mas esperavas ver um Fenati tão forte?

"Depois do Teste Oficial sim. Actualmente as Honda FTR estão muito fortes. Se recordarmos o GP do Qatar veremos que também o Rossi, com a mesma moto, esteve muito forte. A moto parece muito fácil de pilotar. Nos estamos claramente bem em termos de velocidade de ponta, mas há algo que falta. Com a minha equipa e com o Aki (Ajo) e a sua experiência chegaremos ao máximo, se não em Jerez, então no Estoril e em Le Mans.”

Que impressões tem da categoria de Moto3™ após a primeira corrida?

"É um pouco estranha... Há muitos pilotos na frente e, sinceramente, não o esperava. A moto é fácil de pilotar, não é tão agressiva como uma 125cc, mas para sermos mesmo competitivos teremos ainda de trabalhar muito.”

És fã do Bayern de Múnich. O que preferes, a Champions para o teu clube, ou o ceptro mundial de Moto3?

"Ontem (quarta-feira) estive no estádio e vi a partida (com o Real Madrid) e foi realmente emocionante, mas entre vencer a Liga dos Campeões com o Bayern e o título mundial fico com o ceptro de Moto3!”

Tags:
Moto3, 2012, Sandro Cortese, Red Bull KTM Ajo

Outras actualizações que o podem interessar ›