Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Veículos de intervenção médica estabelecem mais recente padrão de segurança do MotoGP™

Veículos de intervenção médica estabelecem mais recente padrão de segurança do MotoGP™

Com o intuito de garantir os mais elevados serviços médicos aos pilotos que participam no Campeonato do Mundo de Grande Prémios de MotoGP™ FIM, a FIM e a Dorna Sports SL acordaram significativos desenvolvimentos no que toca ao fornecimento de serviços médicos durante os eventos de Grandes Prémios.

Este acordo diz respeito especificamente ao desenvolvimento de Veículos de Intervenção Médica (Veículos Tipo A) e entra em vigor no início da época de 2012.

O presente Código Médico da FIM e os Regulamentos do Campeonato do Mundo de Grandes Prémios de MotoGP FIM afirmam que é obrigatória a existência de Veículos Tipo A (Veículos de Intervenção Médica Rápida). Devidamente equipados e seguros, em número suficiente e localizados em zonas específicas em toda a pista para socorrerem os pilotos até dois minutos depois destes se terem imobilizado. Isto vai garantir o necessário tratamento médico com o menor dos atrasos.

O objectivo destes veículos é também ajudar numa avaliação suplementar inicial e nas intervenções que possam ser efectuadas pelo pessoal médico num postos médico ou ambulância, antes da transferência do pilotos lesionado para um centro médico ou hospital.

A Dorna Sports acordou o fornecimento de dois veículos BMW M para serem usados com este objectivo.

O fornecimento de condutor e pessoal experiente para estes veículos continua a ser da responsabilidade do organizador de cada evento.

Os veículos têm de estar equipados de acordo com o Código Médico da FIM. Pretende-se que a lista do equipamento necessário seja revista e actualizada ao longo do ano. Além do condutor, o pessoal do veículo tem de incluir um médico qualificado e com experiência na prestação de serviços de emergência. Pode também ser necessário um segundo elemento com experiência de para-médico.

Pretende-se que este pessoal, dependendo do país, inclua um intensivista, anestesista, médico de emergências ou para-médico avançado.

Com o intuito de garantir consistência e familiaridade em cada evento, uma pequena equipa de médicos experientes na gestão de traumas, provenientes do Institut Universitario USP Dexeus de Barcelona, foi contratado pela Dorna para apoiar e assistir o serviço médico fornecido localmente por cada circuito. O papel destes profissionais é fornecer assistência em pista em caso de lesões graves até que o paciente possa ser transferido para um centro médico ou hospital.

Pretende-se que um médico desta equipa esteja presente em cada um dos carros fornecidos pelo promotor, para acompanhar e trabalhar com o pessoal médico local. Salienta-se que esta equipa de médicos, que estará presente em todos os eventos, não substitui o pessoal médico local, mas trabalhará em conjunto com estes sempre que seja necessário prestar auxílio, apoio ou dar conselhos. Por outro lado, espera-se que os circuitos e as suas equipas médicas colaborem com eles para garantir consistência e os mais elevados cuidados médicos aos pilotos em todos os eventos.

Entende-se que em alguns eventos onde o número de médicos disponível é limitado, ou exista a necessidade de maior número de veículos de intervenção médica, poderá não ser possível para o pessoal do circuito fornecer veículos suficientes. Nestes casos, os dois veículos médicos fornecidos pelo promotor podem ser geridos pela Equipa Médica de GPs sem a presença de um médico local, isto além de outros veículos de intervenção que possam ser geridos por médicos locais.

O accionamento de veículos de intervenção médica rápida será gerido, como actualmente, pelo Directo de Corrida no caso de situações de Bandeiras Vermelhas quando a corrida, ou treinos, estiverem interrompidos e sob recomendação e após consulta do CMO, do Director Médico e do Oficial de Pista dependendo do circuito, natureza e/ou localização do incidente.

Tags:
MotoGP, 2012, GRAN PREMIO bwin DE ESPANA

Outras actualizações que o podem interessar ›