Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner lidera sessão matinal do Teste de MotoGP™ na Catalunha

Stoner lidera sessão matinal do Teste de MotoGP™ na Catalunha

No rescaldo de um emocionante fim-de-semana de corridas no Gran Premi Aperol de Catalunya, a categoria rainha do MotoGP™ voltou à acção esta manhã para o primeiro teste da época no circuito da Catalunha.

Stoner, da Repsol Honda Team, foi quem liderou a primeira sessão do dia com um tempo de 1m42,458s, à frente do companheiro de equipa Dani Pedrosa, que ficou a apenas dois décimos. Andrea Dovizioso, que ontem terminou no pódio, ficou em terceiro a mais um décimo de distância.

Após forte chuva durante a noite, a pista apresentou-se demasiado molhada para a maioria dos pilotos na fase inicial, com poucos a irem para a pista para uma volta de reconhecimento para avaliação das condições. Um deles foi o piloto de testes oficial da Ducati Team, Franco Battaini, que levou a cabo o primeiro shakedown da Desmosedici. A formação italiana vai dedicar-se principalmente ao teste do novo braço oscilante e ao trabalho com a afinação. Nicky Hayden terminou a manhã com a quinta marca, enquanto Valentino Rossi foi nono.

A Repsol Honda Team iniciou o teste com o novo Bridgestone frontal, procurando afinar a moto para Silverstone, prova após a qual o novo composto estará disponível. Os sinais foram positivos desde o início, com ambos os pilotos a rodarem rápido.

Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, que foi um dos poucos a ir para a pista nos momentos iniciais da sessão, começou o plano de testes da Yamaha com uma avaliação se o futuro centro das atenções do desenvolvimento deve ser a tracção, ou o aumento de potência. O vencedor de ontem foi o quarto mais lesto, enquanto o seu companheiro de equipa Ben Spies, que teve mais uma difícil corrida, foi sexto.

A Monster Yamaha Tech 3 tem por objectivo testar novas especificações do motor e a respectiva electrónica. Contudo, começaram mal o dia com Cal Crutchlow a sofrer queda a alta velocidade após apenas uma volta. O britânico deixou o local a pé e parece não ter contraído lesão grave. Contudo, ele foi levado ao centro médico onde está agora a ser examinado. Andrea Dovizioso assumiu o controlo do trabalho e registou a terceira marca da manhã.

Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini) começou a trabalhar na nova afinação da suspensão, enquanto o seu companheiro de equipa que corre com uma CRT, Michele Pirro, continuou o trabalho na FTR-Honda, principalmente na afinação. Bautista foi sétimo, com Pirro em 17º. Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), oitavo na sessão, reservou a sessão matinal para trabalhar nas sensações da roda frontal, enquanto durante a tarde a formação planeia trabalhar na melhoria da tracção à saída das curvas, focando-se na suspensão e electrónica.

Karel Abraham (Cardion AB Racing), cuja equipa está apostada em testar novas ideias de afinação, foi vítima das condições molhadas da pista no início da manhã e sofreu queda na volta de saída. Felizmente, saiu ileso do incidente. O checo era um dos mais desejoso em ir para a pista na sua box e foi dos primeiros a ir para a pista. Héctor Barberá (Pramac Racing Team) não tem novos componentes para testar e, tal como Abraham, tem as atenções centradas na afinação. Ele foi décimo antes do almoço.

A Paul Bird Motorsport fez uso do seu piloto das SBK de Inglaterra, Shane Byrne, na primeira parte do dia enquanto procura melhorar a afinação da ART. James Ellison também vai estar envolvido no trabalho do dia. Mattia Pasini (Speed Master) e a dupla da Power Electronics Aspar, Randy de Puniet e Aleix Espargaró, também não teve novos componentes para avaliar nas ART, focando-se apenas na busca da melhor afinação das montadas para a próxima jornada em Silverstone.

A NGM Mobile Forward Racing continuou o trabalho com o pacote electrónico, enquanto Iván Silva (Avintia Blusens) trabalhou com os chassis da FTR e o Inmotec (com componentes de carbono) com a esperança de decidir qual deles vai usar no futuro. Contudo, a decisão não surgirá antes do teste de Aragão a meio da semana. Yonny Hernandez continuou a procurar a redução das vibrações no chassis FTR.

Consulte a tabela de tempos completas no motogp.com.

Tags:
MotoGP, 2012, GRAN PREMI APEROL DE CATALUNYA

Outras actualizações que o podem interessar ›