Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Miguel Oliveira parte para a corrida de Silverstone da quarta linha

Miguel Oliveira tirou bom partido do tempo seco desta sexta-feira, mas teve de lidar com um dia muito ventoso e uma qualificação com grande congestionamento de tráfego nos momentos finais para terminar em 11º.

Oliveira começou o dia com boas sensações e não se deixou abater pela pequena queda que sofreu no final da última sessão de livres. Depois de melhorar a sua marca em quase três segundos face a ontem, o jovem da Estrella Galicia 0,0 foi para a qualificação da tarde apostado num resultado na frente da grelha.

Contudo, e apesar da ameaça da chuva não se ter concretizado, o muito vento que se fez sentir e muito tráfego que encontrou em pista nos momentos finais dos 40 minutos de qualificação tornaram a vida difícil ao português. A estrear-se no traçado britânico, Oliveira tentou tirar partido do cone de ar de alguns rivais, mas teve de se contentar com o 11º posto, isto apesar de ter melhorado os seus próprio parciais nos últimos três sectores da pista de Silverstone.

“As coisas correram bem durante a manhã. Já de tarde demos continuidade ao trabalho, mas o final da sessão foi complicado porque havia muitos pilotos em pista a tentar melhorar os tempos,” afirmou o luso.

“Entrámos com um pneu novo, mas vi que era complicado rodar sozinho por causa do vento e acabou por ser assim que fiz o meu melhor tempo. De todos os modos, creio que temos ritmo para estar na frente. A pista de Silverstone é muito larga, pelo que termos de fazer uma boa partida e efectuar a primeira volta com o grupo da frente. Esse será o factor chave e ter em conta para amanhã. Trabalhámos muito na afinação uma vez que depois de duas sessões com piso seco tivemos tempo para analisar configurações diferentes."

Tags:
Moto3, 2012, Miguel Oliveira, Estrella Galicia 0,0

Outras actualizações que o podem interessar ›