Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Viñales vence corrida muito disputada no GP de Itália

Viñales vence corrida muito disputada no GP de Itália

Naverick Viñales, da Blusens Avintia, venceu hoje por escassa margem a corrida de Moto3™ do Grande Prémio de Itália TIM, em Mugello, à frente do herói da casa Romando Fenati e de Sandro Cortese.

Zulfahmi Khairuddin, da AirAsia-SIC-Ajo, foi quem partiu melhor assumindo a liderança nos emocionantes momentos iniciais com Efrén Vázquez (JHK Laglisse), Alex Rins (Estrella Galicia 0,0) e Viñales logo atrás. Enquanto isso, Louis Rossi (Racing Team Germany) protagonizava o primeiro momento de drama ao sofrer queda na segunda volta e quase levando Danny Kent (Red Bull KTM Ajo) consigo.

Fenati (Team Italia FMI) começou a reclamar posições no pelotão ao cabo de três voltas, assumindo a liderança à frente de Sandro Cortese (Red Bull KTM). Enquanto a corrida continuava a oferecer grandes emoções ao público, mais atrás no grupo Alberto Moncayo (Mapfre Aspar Team Moto3) e Luis Salom (RW Racing GP) sofreram queda que colocou ponto final às suas aspirações.

A 15 voltas do final Rins, Cortese e Vázquez usaram o cone de ar na recta da meta para chegarem à liderança, enquanto o companheiro de equipa de Cortese, Arthur Sissis, desistia com problemas mecânicos. A Curva 1, no final da recta da meta, revelou-se o local de eleição para as ultrapassagens após o cone de ar, já que uma volta mais tarde a liderança voltou a mudar com Viñales a ir para a frente. Na mesma volta, o companheiro de equipa de Rins, Miguel Oliveira sofreu queda quando seguia no grupo da frente. O jovem português ainda reatou a corrida, mas viu-se depois obrigado a desistir.

Jonas Folger (IodaRacing Project) voltou a ser tocado pelo azar ao ter de desistir com problemas na sua montada na 13ª volta. Duas voltas mais tarde Niccolò Antonelli (San Carlo Gresini Moto3) atacou a frente da corrida, liderando em conjunto com Fenati. Na mesma volta Jasper Iwema (Moto FGR) foi para as boxes com problema mecânico, terminando a sua prova mais cedo.

Entretanto, na frente formava-se um grupo de sete pilotos a nove voltas do final, todos eles a trocarem de posições com frequência na quente luta pelas posições do pódio, enquanto Khairuddin liderava o grupo que lutava pelo oitavo posto. Uma volta volvida Viñales chegou à primeira posição e tentou isolar-se com Cortese e Rins a darem tudo para se manterem com ele. Contudo, Fenati impôs-se e juntou-se a Viñales e Cortese na frente.

A quatro voltas do final Fenati passou para segundo para começar a atacar Viñales, com Cortese a seguir logo atrás. O trio manteve-se junto, não se tocando por pouco à entrada para a última volta, altura em que Cortese tentou destacar-se na Curva 1. Contudo, isto levou Fenati à primeira posição, com Viñales a responder de imediato. Cortese passou depois para segundo, acabando os três por entrarem na última recta quase lado a lado.

No final foi Viñales quem venceu sobre a linha de meta por meros dois centésimos de segundo, com Fenati e Cortese a completarem o pódio. O alemão continua na frente do Campeonato, mas Viñales reduziu agora a diferença para nove pontos. O trio vencedor foi seguido por Antonelli, Kent, Vázquez, Rins, Jakub Kornfeil (Redox-Ongetta-Centro Seta), Khairuddin e Héctor Faubel (Mapfre).

Tags:
Moto3, 2012, GRAN PREMIO D'ITALIA TIM, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›