Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Viñales vence corrida muito disputada no GP de Itália

Naverick Viñales, da Blusens Avintia, venceu hoje por escassa margem a corrida de Moto3™ do Grande Prémio de Itália TIM, em Mugello, à frente do herói da casa Romando Fenati e de Sandro Cortese.

Zulfahmi Khairuddin, da AirAsia-SIC-Ajo, foi quem partiu melhor assumindo a liderança nos emocionantes momentos iniciais com Efrén Vázquez (JHK Laglisse), Alex Rins (Estrella Galicia 0,0) e Viñales logo atrás. Enquanto isso, Louis Rossi (Racing Team Germany) protagonizava o primeiro momento de drama ao sofrer queda na segunda volta e quase levando Danny Kent (Red Bull KTM Ajo) consigo.

Fenati (Team Italia FMI) começou a reclamar posições no pelotão ao cabo de três voltas, assumindo a liderança à frente de Sandro Cortese (Red Bull KTM). Enquanto a corrida continuava a oferecer grandes emoções ao público, mais atrás no grupo Alberto Moncayo (Mapfre Aspar Team Moto3) e Luis Salom (RW Racing GP) sofreram queda que colocou ponto final às suas aspirações.

A 15 voltas do final Rins, Cortese e Vázquez usaram o cone de ar na recta da meta para chegarem à liderança, enquanto o companheiro de equipa de Cortese, Arthur Sissis, desistia com problemas mecânicos. A Curva 1, no final da recta da meta, revelou-se o local de eleição para as ultrapassagens após o cone de ar, já que uma volta mais tarde a liderança voltou a mudar com Viñales a ir para a frente. Na mesma volta, o companheiro de equipa de Rins, Miguel Oliveira sofreu queda quando seguia no grupo da frente. O jovem português ainda reatou a corrida, mas viu-se depois obrigado a desistir.

Jonas Folger (IodaRacing Project) voltou a ser tocado pelo azar ao ter de desistir com problemas na sua montada na 13ª volta. Duas voltas mais tarde Niccolò Antonelli (San Carlo Gresini Moto3) atacou a frente da corrida, liderando em conjunto com Fenati. Na mesma volta Jasper Iwema (Moto FGR) foi para as boxes com problema mecânico, terminando a sua prova mais cedo.

Entretanto, na frente formava-se um grupo de sete pilotos a nove voltas do final, todos eles a trocarem de posições com frequência na quente luta pelas posições do pódio, enquanto Khairuddin liderava o grupo que lutava pelo oitavo posto. Uma volta volvida Viñales chegou à primeira posição e tentou isolar-se com Cortese e Rins a darem tudo para se manterem com ele. Contudo, Fenati impôs-se e juntou-se a Viñales e Cortese na frente.

A quatro voltas do final Fenati passou para segundo para começar a atacar Viñales, com Cortese a seguir logo atrás. O trio manteve-se junto, não se tocando por pouco à entrada para a última volta, altura em que Cortese tentou destacar-se na Curva 1. Contudo, isto levou Fenati à primeira posição, com Viñales a responder de imediato. Cortese passou depois para segundo, acabando os três por entrarem na última recta quase lado a lado.

No final foi Viñales quem venceu sobre a linha de meta por meros dois centésimos de segundo, com Fenati e Cortese a completarem o pódio. O alemão continua na frente do Campeonato, mas Viñales reduziu agora a diferença para nove pontos. O trio vencedor foi seguido por Antonelli, Kent, Vázquez, Rins, Jakub Kornfeil (Redox-Ongetta-Centro Seta), Khairuddin e Héctor Faubel (Mapfre).

Tags:
Moto3, 2012, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›