Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP™ foca-se em Indianápolis depois de Rossi confirmar o futuro

MotoGP™ foca-se em Indianápolis depois de Rossi confirmar o futuro

Após uma merecida e atribulada paragem de Verão, o pelotão do MotoGP™ volta à acção no famoso ‘Brickyard’ para o Red Bull Grande Prémio de Indianápolis neste fim-de-semana, com os pilotos a voltarem à luta pela supremacia em pista.

A maior notícia antes da segunda corrida americana foi a da saída de Valentino Rossi da Ducati Team para regressar à Factory Yamaha Team no final da temporada para os próximos dois anos. Foi o ponto final de uma grande especulação sobre o futuro do italiano, mas ao mesmo tempo o ponto de partida para novas conversas sobre quem vai ocupar o lugar que ficará vago na formação de Bolonha.

Olhando apenas para a acção em pista, o actual líder do campeonato Jorge Lorenzo, da Yamaha, vai tentar aumentar a vantagem na frente da classificação numa pista onde venceu em 2009. No ano passado o espanhol teve dificuldades no traçado, mas agora está a passar por grande momento de forma, o que faz dele um claro favorito ao triunfo. Dani Pedrosa e Casey Stoner, da Repsol Honda Team, vão, contudo, tentar travar Lorenzo; Stoner está em bom plano após a fantástica vitória em Laguna Seca. O australiano também venceu em Indianápolis no ano passado, com Pedrosa em segundo.

Andrea Dovizioso, da Monster Yamaha Tech 3, ruma a Indy com o objectivo de somar mais um pódio, isto enquanto se defende dos ataques do companheiro de equipa Cal Crutchlow, que ainda está em busca do primeiro resultado entre os três primeiros no MotoGP. Stefan Bradl, da LCR Honda MotoGP, ocupa o sexto posto com a sua RC213V satélite em igualdade pontual com Nicky Hayden, da Ducati, e vai tentar reduzir a diferença para Crutchlow continuando ao mesmo tempo a melhorar a sua época de estreia na categoria rainha. Por ouro lado, o americano não quererá ser batido por um estreante e deverá dar o máximo em mais esta corrida em casa.

O seu companheiro de equipa Rossi, agora com o futuro confirmado, não deverá fazer as coisas por pouco e vai certamente tentar apresentar melhor prestação que em Laguna Seca, onde caiu na última volta. Álvaro Bautista, da San Carlo Honda Gresini, que terminou atrás de Bradl nas últimas três corridas, vai tentar terminar como melhor piloto satélite da Honda e reacender a chama da boa boa forma que o levou à pole e ao quarto posto em Silverstone já este ano. Ben Spies, da Yamaha, sofreu uma falha de suspensão na última ronda e espera agora grande mudança de forma na pista em que foi terceiro no ano passado.

Héctro Barberá, da Pramac Racing Team, não recuperou da fractura na fíbula e tíbia a tempo e vai uma vez mais ser substituído pelo compatriota Toni Elías. Outro piloto satélite da Ducati, Karel Abraham, deverá estar totalmente recuperado e estará em busca de um muito necessário resultado positivo aos comandos da Desmosedici da Cardion AB Racing.

O contingente da CRT vai estrear-se na pista americana com a dupla da Power Electronics Aspar, Randy de Puniet e Aleix Espargaró, empatada a 33 pontos no topo da classificação. Eles vão contar com a oposição de Michele Pirro, da San Carlo, Mattia Pasini, da Speed Master, James Ellison, da Paul Bird Motorsport, Danilo Petrucci, da Came IodaRacing Project e da dupla da Avintia Blusens, Yonny Hernandez e Iván Silva. Colin Edwards, da NGM Mobile Forward Racing, que alimentou a especulação de que poderia vir a correr com nova montada, vai alinhar na prova aos comandos da sua Suter-BMW. Steve Rapp, da Attack Performance, falhou a qualificação em Laguna Seca, mas está de volta para a segunda participação como wild card no Brickyard, e vai contar com a companhia de Aaron Yates aos comandos de uma GPTech CRT com chassis BCL e motor Suzuki GSX-R1000.

Tags:
MotoGP, 2012, RED BULL INDIANAPOLIS GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›