Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Salom voa para vitória em casa em Aragão

Luis Salom, da RW Racing, assinou a segunda vitória da época na emocionante corrida de Moto3™ no Grande Prémio Iveco de Aragão, à frente de Sandro Cortese e Jonas Folger.

Maverick Viñales, da Blusens Avintia, sofreu dramático problema técnico na volta de aquecimento, o que o impossibilitou de alinhar na corrida. Assim que a prova começou foi Jonas Folger (Mapfre Aspar Team Moto3) quem partiu melhor para liderar os momentos iniciais à frente de Salom. Jasper Iwema (Moto FGR), também foi tocado pelo azar ao sofrer queda na segunda volta, seguido depois por Jorge Navarro (Bradol Larresport).

Zulfahmi Khairuddin (AirAsia-SIC-Ajo) fez corajosa ultrapassagem ao cabo de três voltas para retirar a liderança a Folger e levou consigo Sandro Cortese (Red Bull KTM Ajo). Uma volta mais tarde Efrén Vázquez (JHK t-shirt Laglisse) também começou a recuperar para chegar a quarto, mantendo-se colado à roda de Folger até o conseguir passar por dentro para o terceiro posto. O germânico foi pressionado umas voltas mais tarde à entrada para a Curva 1 e caiu na classificação, com Alex Rins (Estrella Galicia 0,0) a juntar-se aos homens do topo.

Como é habitual na Moto3, o grupo da frente, composto por 13 pilotos, foi palco de várias trocas de posições, com Cortese a chegar ao primeiro posto a 14 voltas do final. O grupo ficou reduzido a sete pilotos três voltas mais tarde com Miguel Oliveira (Estrella Galicia 0,0) e Luis Rossi (Racing Team Germany) a fecharem o conjunto. Na mesma volta Romano Fenati (Team Italia FMI) desistiu com pequena fuga de óleo. A seis voltas do final Khairuddin foi tocado pelo azar ao sofrer queda que colocou ponto final à corrida do malaio.

A três voltas do final quem caiu foi o companheiro de equipa de Vázquez, Adrian Martín, na Curva 2, isto enquanto os líderes começavam a trocar de posições. A última volta tornou a revelar-se muito emocionante, com Cortese, Salom e Folger a derem o tudo por turno na última curva com Salom a não se mostrar afectado pelas grande quedas sofridas nas sessões anteriores.

No final, foi o espanhol quem venceu, pela segunda vez na temporada, à frente de Cortese e Folger. Com a desistência de Viñales Cortese conta agora com 51 pontos de margem no topo da classificação com Salom em segundo, com mais 15 pontos que Viñales. O quarto posto foi para o companheiro de equipa de Cortese, Danny Kent, seguido de Vázquez, Rins, Rossi, Oliveira, Arthur Sissis (Red Bull) e Niccolò Antonelli (San Carlo Gresini Moto3).

Tags:
Moto3, 2012, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›