Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Pedrosa mantém ritmo e lidera última sessão de livres em Sepang

Numa manhã de treinos no seco no Grande Prémio de Motociclismo da Malásia, em Sepang, foi Dani Pedrosa, da Repsol Honda Team, quem impôs o ritmo uma vez mais, batendo Jorge Lorenzo e Casey Stoner.

 

Após início de sessão lenta, com ajustes a serem feitos no travão frontal, Pedrosa assinou a melhor marca em 2m01,186s na sua segunda volta lançada, superando Lorenzo (Yamaha Factory Racing), que tinha imposto o ritmo de forma consistente até então. Ambos os rivais ao ceptro pareceram estar muito equilibrados ao longo do traçado contudo, no último sector com as longas rectas Lorenzo está a perder um quarto de segundo para o compatriota.
 
O companheiro de equipa de Pedrosa, Stoner, que ficou a pouco mais de meio segundo do topo, não deverá estar contente com a sua prestação depois de se ter debatido com o mesmo tipo de problema nos travões, mas com mais intensidade. Ele foi várias vezes à box e não conseguiu apresentar ritmo consistente. Marginalmente atrás dele ficou Andrea Dovizioso (Monster Yamaha Tech 3), que terminou com quase três décimos de margem para o companheiro de equipa Cal Crutchlow.
 
Ben Spies, da Yamaha, que esteve a testar uma afinação com a distância entre eixos ligeiramente reduzida durante a manhã, ficou a um segundo do topo e chegou mesmo a fazer incursão por fora da pista numa travagem forte. Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini) teve um dia muito melhor que ontem, se bem que continua a tentar melhorar depois de ter terminado em sétimo. Nicky Hayden (Ducati Team), que sofreu pequena queda no final do treino, levou a sua Desmosedici à oitava posição, à frente de Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), que foi o único dos dez primeiros a não melhorar face a ontem.
 
Valentino Rossi (Ducati) teve uma queda quase igual à de Hayden nos primeiros minutos da sessão, o que levou a divertido incidente com ele a parar os comissários quando lhe levavam a moto. Ele voltou ao trabalho para terminar em décimo. A melhor CRT foi a de Aleix Espargaró, da Power Electronics Aspar, em 12º, enquanto Yonny Hernandez (Avintia Blusens) não rodou devido a fortes dores no ombro esquerdo.

Tags:
MotoGP, 2012, FP3

Outras actualizações que o podem interessar ›