Compra de bilhetes
VideoPass purchase

De Angelis assina primeira vitória da época no molhado em Sepang

De Angelis assina primeira vitória da época no molhado em Sepang

Alex de Angelis, da NGM Forward Mobile Racing, assinou a primeira vitória da época de Moto2™ na muito dramática e absolutamente molhada corrida do Grande Prémio de Motociclismo da Malásia, à frente de Anthony West e Gino Rea.

 

Após uma chuvada torrencial antes da partida, a corrida foi atrasada meia hora e declarada molhada pela Direcção de Corrida. A primeira curva provocou logo a primeira baixa com Takaaki Nakagami (Italtrans Racing Team) a cair quando liderava. Algumas curvas mais tarde e era a vez de Johann Zarco (JiR Moto2) e Xavier Simón (Tech 3 Racing) sofrerem queda, obrigando Mika Kallio (Marc VDS Racing Team) a sair de pista.
 
Os momentos iniciais da corrida foram liderados por Julián Simón (Blusens Avintia), De Angelis e Gino Rea (Federal Oil Gresini Moto2), com o britânico a brilhar na fase inicial. Nakagami, que tinha regressado à corrida, voltou a sofrer queda depois de colisão com Eric Granado (JiR Moto2). Anthony West (QMMF Racing Team) chegava à quarta posição e o companheiro de equipa de Kallio, Redding, era quinto a 17 voltas do fim, com Simone Corsi (Came IodaRacing Project) a ser penalizado com uma passagem pela via das boxes por falsa partida.
 
Uma volta mais tarde o companheiro de equipa de Rea, Ratthapark Wilairot, perdeu a frente da moto com Marc Márquez (Team CatalunyaCaixa Repsol) a manter-se forte em sexto, à frente do rival ao título Pol Espargaró (Tuenti Movil HP 40), que lutava em 12º. O tempo voltou a trocar as voltas de forma cruel, com o sol a começar a secar a pista rapidamente e com a formação de uma linha seca. Márquez não estava a correr qualquer risco e o wild card da Petronas Raceline Malaysia, Hafizh Syahrin, atacou para alegria dos fãs da casa.
 
A 13 voltas do final De Angelis liderava a corrida, mas Rea estava a fazer uma grande prova e a pressionar o piloto de São Marino, enquanto West chegava ao terceiro lugar depois de passar Tom Lüthi (Interwetten-Paddock). Uma volta mais tarde Syahrin passou também pelo suíço, com Rea a assumir a liderança. O wild car malaio não tardou a passar West para ocupar o terceiro posto e depois por De Angelis para em seguida travar mais tarde que Rea e assumir a primeira posição. A nove voltas do final a chuva volta a cair fortemente e Rea começou a recuperar com Syahrin ainda a defender-se, mas depois De Angelis e West entraram também na luta pela liderança.
 
Contudo, o drama surgiu a sete voltas do final com Márquez a perder a frente da moto e a cair, enquanto Espargaró conseguiu levar a luta pelo ceptro até Phillip Island. Na mesma volta registaram-se ainda as quedas de Mike Di Meglio (Kiefer Racing) e da dupla da Mapfre Aspar Moto2, Nico Terol e Jordi Torres. Um volta depois Lüthi também foi parar à gravilha.
 
A quatro voltas do final De Angelis construía pequena vantagem na frente, com West atrás, mas Rea a dar também muita luta. Mas este embate foi encurtado com a apresentação da Bandeira Vermelha a duas voltas do final devido à chuva excessiva que se fazia sentir na pista. Rea era o líder quando a bandeira foi mostrada, mas a classificação foi a da volta anterior, dando a De Angelis o primeiro triunfo da época, com West em segundo e Rea em terceiro, ambos a estrearem-se no pódio da Moto2™. Com o rival de Márquez na corrida ao título a terminar em 11º, o líder da classificação não conseguiu garantir o ceptro e vai para Phillip Island para nova tentativa com 48 pontos de vantagem. O quarto lugar ficou a cargo de Syahrin, seguido de Simón, Andrea Iannone (Speed Master), Kallio, Smith, Dominique Aegerter (Technomag-CIP) e do companheiro de equipa de Espargaró, Esteve Rabat.

Tags:
Moto2, 2012, MALAYSIAN MOTORCYCLE GRAND PRIX, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›