Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Hayden no topo no segundo dia de Jerez

Nicky Hayden foi quem impôs o ritmo no segundo dia de testes privada de Jerez, onde a Ducati Team contou com a companhia em pista dos elementos da formação satélite da marca italiana, a Pramac, bem como da Avintia Blusens.

 

Andrea Dovizioso, da Ducati Team, ficou de fora do trabalho pelo segundo dia consecutivo devido às recorrentes dores no pescoço que o impediram de ir para a pista com a sua nova Desmosedici. Isto fez com que a maior parte do trabalho de testes ficasse a cargo do companheiro de equipa Nicky Hayden, que continuou a avaliar os dois novos chassis, braço oscilante e electrónica. Apesar de pequena queda durante a manhã, da qual saiu ileso, ele assinou um tempo de 1m40,090s.
 
Andrea Iannone, da Pramac Racing Team, voltou a rodar para se acostumar com a Ducati satélite, concentrando-se principalmente na geometria da moto para encontrar a posição de pilotagem mais confortável. Ele estabeleceu como melhor tempo a marca de 1m40,989s, enquanto o piloto de testes da Ducati Michele Pirro, a substituir o lesionado Ben Spies, rodou em 1m41,265s.
 
A Avintia Blusens viu Héctor Barberá rodar durante muito tempo com a BQR-FTR, focando-se também na adaptação do chassis ao seu estilo de pilotagem. Apesar de não contar com actualização de motor até ao teste de Sepang, em Fevereiro, Barberá ficou contente com a fiabilidade da moto e optimista em relação ao futuro. Ele assinou como melhor tempo um registo de 1m42,507s, enquanto o companheiro de equipa Hiroshi Aoyama concentrou-se em adaptar-se à sua moto, assinando uma marca de 1m41,975s. No final do dia Barberá também rodou com o chassis parcialmente de carbono da Inmotec.

Tags:
MotoGP, 2013

Outras actualizações que o podem interessar ›