Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi rapta Kyle Busch da NASCAR

Rossi rapta Kyle Busch da NASCAR

Vindos directamente de provas, duas das mais reconhecidas estrelas do mundo dos desportos motorizados juntaram-se nas lendárias 1,5 milhas da Charlotte Motor Speedway, na Carolina do Norte.

Por tradição a casa da NASCAR – National Association for Stock Car Auto Racing – o nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi deixou de lado a sua Yamaha YZR-M1 de MotoGP para se sentar atrás do volante do potente Nationwide Toyota Camry de Kyle Busch.

No início da manhã de segunda-feira Kyle Busch – vencedor das últimas três jornadas da NASCAR Nationwide – encontrou-se com Rossi, a quem explicou como a “besta” tinha de domada. A partir daí Valentino recebeu uns auriculares e ouviu tudo em quanto Busch efectuou numerosas voltas a alta velocidade na oval. Ao voltar ao pit lane os dois pilotos voltaram a falar, Busch descarregou uma série de dados para ajudar Rossi a entrar no ritmo o mais depressa possível. Quando chegou o momento da verdade o “Doctor” entrou no carro, ligou o interruptor e o motor de 650 cv ganhou vida com um tradicional rugido de um V8. Rossi foi então para a pista de 1,5 milhas, um traçado com curvas inclinadas a 24º, uma das ovais mais rápidas e respeitadas da NASCAR, pelo que o teste não foi brincadeira. Rossi foi ganhando confiança para chegar a rodar a mais de 300 km/h, baixando muito os seus tempos. Quando terminou Rossi retirou o capacete e saiu do caro com grande sorriso na cara.

“Foi muito bom compreender a sensação!” disse Valentino. “Tenho muitos amigos da Europa e Itália que acompanham a NASCAR. Parece um tipo de corridas totalmente diferente do que temos na Europa; é muito excitante, alta velocidade e grandes sensações em curva. Temos muita aderência na curva, pelo que estamos colados à pista. Foi fantástico, gostei muito. Adoro conduzir carros de corridas e sempre o fiz, pelo que foi muito excitante conduzir um carro das NASCAR.”

Valentino acrescentou: “No início foi um pouco estranho porque é difícil andar em recta. Mas depois de algumas voltas ganhei mais confiança e consegui rodar cada vez mais rápido. Tenho de dizer que me dei muito bem com o Kyle. É um bom timo. Gosto dele e deu-me muitos conselhos importantes.”

 

Kyle Busch, o piloto com mais vitórias na história da NASCAR Nationwide (55), não só gostou muito de privar com o mais famoso piloto de motos do mundo, como também ficou impressionado pelas capacidades de Rossi aos comandos de uma máquina da NASCAR.

“Penso que foi uma experiência mesmo fantástica e também ajuda quando se está com outra pessoa que também gosta muito do seu desporto,” sorriu ‘Rowdy’ Busch. “Penso que o Rossi é um tipo porreiro. Estivemos a divertir-nos. Para mim, a experiência foi fantástica. Foi bom a Monster Energy ter-nos juntado, foi muito divertido.”

“No que toca a conduzir o carro, penso que ele esteve muito bem. Começou algo devagar, o que é bom, mas ganhou muito a cada volta que fez. Chegou ao ponto de rodar com tempos competitivos – tempos que o colocariam no Top 15 de um treino da Nationwide Series. Isso é muito bom para um tipo que nunca tinha conduzido um carro destes, que vem até aqui para ver como são as coisas e que está habituado às duas rodas”

Comunicado Monster Energy

Tags:
MotoGP, 2013, Valentino Rossi

Outras actualizações que o podem interessar ›