Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Incidente entre Márquez e Lorenzo continua a ser falado em Le Mans

Incidente entre Márquez e Lorenzo continua a ser falado em Le Mans

Os espanhóis protagonistas da última curva do GP de Espanha voltaram a falar do episódio na conferência de imprensa de hoje em Le Mans. Os outros pilotos presentes também opinaram sobre o tema.

 

Foi Márquez demasiado agressivo? Lorenzo abriu a porta? Quase todos os pilotos do MotoGP™ tiveram algo a dizer depois da polémica manobra na última curva de Jerez. Entre outros, Valentino Rossi declarou que se tratava de uma ultrapassagem no limite, mas que ao ver a porta aberta qualquer outro piloto que estivesse atrás teria tentado.
 
Houve outros, como Dani Pedrosa e Andrea Dovizioso, que, apesar de considerarem a manobra “legal”, pediram mais clarificações sobre o que se considera o limite e o que vai além deste.
 
Durante toda a conferência de imprensa de hoje, com a presença dos protagonistas e outros pesos pesados era inevitável falar-se do assunto.
 
Pedrosa disse: “Estas situações são difíceis para os pilotos e é certo que seria melhor sabermos quando se passa o limite e quando não. Quando se pode ser penalizado, ou não.” Já Crutchlow acrescentou: “Afinal de contas, são corridas, ninguém caiu e ninguém ficou ferido, devemos virar a página...”
 
A rivalidade entre Márquez e Lorenzo mantém-se a um nível puramente desportivo, quem sabe até porque quis o destino que voassem lado a lado na mesma fila do avião após a corrida de Jerez: “Estavam quase 300 pessoas no avião e nós estávamos sentados ao lado um do outro. Foi divertido. Depois demos um aperto de mão [o primeiro após o incidente]. Como disse, não tenho problemas com o Marc, só quero melhorar a segurança no meu desporto.”
 
Lorenzo acrescentou sobre a manobra: “Quando se vê algum espaço tenta-se! Não tenho nada contra o Marc. Mas não estamos a usar este sistema de pontos e gostava que o usássemos. Penso que se pode ser um piloto mais lógico – eu só mudei em 2005 porque fui penalizado.” Concluiu o espanhol que hoje deixou o briefing de pilotos com a Direcção de Corrida muito descontente.
 
Márquez continuou a defender a legalidade da ultrapassagem e disse: “Se se fizer aquilo na primeira volta, ou a meio da corrida, compreendo a penalização. Mas na última volta... Penso que os fãs gostam.”
 
Definitivamente, episódio debatido e encerrado com o Grande Prémio Monster Energy de França mesmo à porta.

Tags:
MotoGP, 2013, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE, Jorge Lorenzo, Marc Marquez

Outras actualizações que o podem interessar ›