Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Brivio explica porque a Suzuki escolheu 2015

Brivio explica porque a Suzuki escolheu 2015

Na segunda-feira a Suzuki Motor Corporation anunciou o regresso ao MotoGP™. Contudo, a marca nipónica só estará de novo no paddock a partir de 2015, e não na próxima época, como era esperado por muitos. Davide Brivio explica os motivos que levaram à decisão e como devem beneficiar a marca.

 

A Suzuki deixou o MotoGP™ em 2011, quando partiu e apontou 2014 para o provável regresso. Depois do teste pós-corrida de um dia em Barcelona, no qual Nobuatsu Aoki e Randy de Puniet rodaram o novo protótipo de quatro cilindros em linha de 1000cc, o Director da Equipa de Testes, Brivio, explicou a opção por 2015.
 
“A Suzuki pensou que precisávamos de mais tempo para desenvolvimento,” disse Brivio ao motogp.com numa entrevista de vídeo exclusiva. “Há algumas alterações de regulamento importantes pela frente – nova electrónica e ainda mais restrições de consumo de combustível. Para entrar no MotoGP e desafiar concorrentes tão fortes como as duas marcas que estão a dominar neste momento não é fácil. Gostávamos de estar preparados para isso, pelo que mais um ano será muito útil para afinar a moto e decidir quais as especificações e tudo o mais. Assim sendo, decidimos adiar o regresso mais um ano, mas penso que é muito, muito importante e positivo a Suzuki ter anunciado que vai voltar ao MotoGP.”
 
Brivio passou então a explicar que no presente a Suzuki ainda roda com uma ECU fornecida pela Mitsubishi, mas que a opção por atrasar o regresso até 2015 vai permitir à companhia mais um ano para trabalhar com o material da Magneti Marelli:
 
“Ainda estamos a rodar com uma ECU da Mitsubishi, que é um parceiro histórico da Suzuki. Agora, é claro, devido aos regulamentos do MotoGP vamos trocar para a Magneti Marelli, mas o equipamento acabou de chegar à fábrica, pelo que o nosso departamento de electrónica o está a estudar e tentar compreender. Esperamos que no final do ano sejamos capazes de rodar com o material Magneti Marelli na moto e que façamos as primeiras voltas com ele; também esperamos ser capazes de usar todo o ano de 2014 para desenvolver esta tecnologia.”
 
Após o teste de segunda-feira em Barcelona, a Suzuki vai agora para o MotorLand Aragon para dois dias de trabalho a partir de quarta-feira. A marca vai partilhar a pista com a Yamaha Factory Racing, LCR Honda MotoGP e, pela primeira vez, com a Repsol Honda Team.

Tags:
MotoGP, 2013, GRAN PREMI APEROL DE CATALUNYA

Outras actualizações que o podem interessar ›