Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Bryan Schouten aspira pontuar em casa

A jovem promessa holandesa participa pela terceira vez como wildcard no TT Assen. Numa temporada em que está a brilhar nos campeonatos espanhol e alemão, Schouten quer garantir um lugar no Mundial de Moto3™ com bom resultado neste fim-de-semana.

Holanda está órfã de pilotos de topo no Campeonato do Mundo de MotoGP™. A última vitória de um holandês remonta a 1990' quando Hans Spaan se impôs no Grande Prémio da Checoslováquia de 125cc no circuito de Brno. Só Jurgen vd Goorbergh correu no MotoGP, na temporada completa de 2002 e conta com um par de participações em 2005. Actualmente, a representação holandesa limita-se a Jasper Iwema, nos Mundias de 125cc e Moto3, mas com resultados irregulares.

Em 2011 começou a despontar a figura de Bryan Schouten. Com apenas 16 anos ganhou o último Campeonato Holandês de 125cc e estreou-se em Assen como piloto convidado no Mundial. Em 2012 revalidou o ceptro nacional, desta feita na Moto3™, sendo, ao mesmo tempo, terceiro no Campeonato Alemão. Este ano está a ser uma das surpresas do CEV Repsol, competição em que soma já dois pódios, enquanto no Campeonato Germânico conta por vitórias as suas participações.

"A temporada começou muito bem no CEV Repsol. Em Montmeló, com chuva, conquistei um sexto e um segundo lugares e saí do traçado como líder do campeonato. Uma liderança que perdi no MotorLand por uma queda," comenta Schouten, que no passado fim-de-semana foi segundo na corrida disputada em Albacete.

No que toca ao CEV Repsol, Schouten afirma: "Quando cheguei era tudo novo para mim, vinha do IDM e não sabia bem o que ia encontrar. O nível é incrível, principalmente no que toca aos cinco primeiros. As minhas aspirações são continuar a aprender e assinar todos os pódios possíveis."

Este fim-de-semana Bryan Schouten participará pela terceira vez no TT Assen, uma ronda muito especial à qual chega "em muito boa forma, a moto está muito bem, esta FTR é incrível. É claro que vou dar o melhor de mim e o objectivo é terminar nos 15 primeiros e estrear-me a pontuar no mundial."

Tags:
Moto3, 2013

Outras actualizações que o podem interessar ›